Meus Sermões

RENOVANDO NOSSA MENTE
Efésios 4.22-32

 

Introdução

Vamos meditar hoje neste texto de Efésios 4.22-32.

 

Lemos:

“Portanto, abandonem a velha natureza de vocês, que fazia com que vocês vivessem uma vida de pecados e que estava sendo destruída pelos seus desejos enganosos. 23É preciso que o coração e a mente de vocês sejam completamente renovados. 24Vistam-se com a nova natureza, criada por Deus, que é parecida com a sua própria natureza e que se mostra na vida verdadeira, a qual é correta e dedicada a ele.

25Por isso não mintam mais. Que cada um diga a verdade para o seu irmão na fé, pois todos nós somos membros do corpo de Cristo! 26Se vocês ficarem com raiva, não deixem que isso faça com que pequem e não fiquem o dia inteiro com raiva. 27Não dêem ao Diabo oportunidade para tentar vocês.

28Quem roubava que não roube mais, porém comece a trabalhar a fim de viver honestamente e poder ajudar os pobres.

29Não digam palavras que fazem mal aos outros, mas usem apenas palavras boas, que ajudam os outros a crescer na fé e a conseguir o que necessitam, para que as coisas que vocês dizem façam bem aos que ouvem. 30E não façam com que o Espírito Santo de Deus fique triste. Pois o Espírito é a marca de propriedade de Deus colocada em vocês, a qual é a garantia de que chegará o dia em que Deus os libertará. 31Abandonem toda amargura, todo ódio e toda raiva. Nada de gritarias, insultos e maldades! 32Pelo contrário, sejam bons e atenciosos uns para com os outros. E perdoem uns aos outros, assim como Deus, por meio de Cristo, perdoou vocês”.

 

É preciso que o coração e a mente sejam completamente renovados – completamente renovados.

 

O que é essa renovação da mente e o coração?

Algumas pessoas costumam dizer que elas não podem mudar. Usam até de ditado popular (tipo: “O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita”,) pra justificar a sua falta de disposição em mudar de atitudes.

 

É aquela velha síndrome que se convencionou chamar de “síndrome de Gabriela”. Faz mais de 40 anos, havia na televisão, em preto e branco ainda, uma novela de nome “Gabriela, Cravo e Canela”, do falecido escritor baiano Jorge Amado, que também escreveu a letra da música-tema da novela, cujos versos cantados por Maria Bethânia, diziam: “Eu nasci assim, eu cresci assim, e sou mesmo assim, vou ser sempre assim... Gabriela... sempre Gabriela”.

E por conta disso, se começou a dizer que tem muita gente com a síndrome da personagem Gabriela... pessoas que repetem o mesmo discurso: eu nasci assim, e sou mesmo assim e não mudo, não mudo e não mudo! 

 

Mas repare que a Bíblia, a Palavra de Deus, diz que devemos mudar...

Nesse texto, lemos do apóstolo Paulo escrevendo que devemos renovar a mente, o coração – o pensamento e os sentimentos – e ele indica as áreas do pensamento e as maneiras práticas de se conseguir essa renovação.

 

O que ele vai mostrar é importante, porque, muitas vezes achamos que a renovação da nossa mente acontece através de uma experiência mística, tipo, muita oração, muito louvor... recebeu uma unção especial de Deus... você vai pra uma vigília e quando voltar de lá, a sua mente tá renovada...

 

Mas essa renovação não acontece de uma experiência... ela resulta de uma sucessão de atitudes práticas, bem práticas.

 

Veja pela Bíblia, como podemos renovar nossa mente.

 

...o apóstolo Paulo mostra que isso é possível das seguintes maneiras, primeira:

1) Substituindo a mentira pela verdade

Está escrito no v.25: “Por isso não mintam mais. Que cada um diga a verdade para o seu irmão na fé, pois todos nós somos membros do corpo de Cristo!”

 

Muita gente acha normal mentir para se livrar de situações embaraçosas... é um mecanismo de defesa pervertido esse.

É o advogado que diz: “Esse processo é rápido. Pode confiar!”. É o vendedor ambulante, dizendo: “Compra! Qualquer coisa, volta aqui que a gente troca!”. O que recebe visitas em casa, tá que não se agüenta mais e às vezes diz: “Já vai? Mas ainda é tão cedo!” No dentista, você tá lá pra um tratamento de canal e ele fala: “Não vai doer nada”. É o filho já crescido, que avisa: “Antes das 10 estou de volta”.

 

O crente que quer ter a sua mente renovada em Deus, precisa vencer a mentira com a verdade...

Isso pode causar desconforto ou constrangimento, mas é o caminho.

 

Cada um de nós deve dizer a verdade para o seu irmão na fé – a verdade sobre ele (não somente), mas a verdade sobre nós mesmos também!

 

Fale a verdade com o seu líder da célula, fale a verdade com o seu discipulador! Fazer isso é desencadear um processo de renovação da mente.

 

...segunda maneira de renovar a mente:

2) Substituindo a ira pelo perdão

Vamos ler o v.26 agora: “Se vocês ficarem com raiva, não deixem que isso faça com que pequem e não fiquem o dia inteiro com raiva”.

 

Como evitar que a ira (que é um sentimento natural) se torne pecado? Ah! Você não deve permitir que a raiva ocasional se transforme em sentimento de vingança, em amargura ou coisa parecida.

 

Observe que o texto recomenda não ficar o dia inteiro com raiva, porque isso é horrível, faz muito mal.

Quando acontece um aborrecimento lá pelas 9 da manhã, tem gente que chega na hora do almoço, não come direito, não tem apetite... quando dá 5 da tarde, tá vermelha de raiva... dá a hora de dormir, vai pra cama levando a raiva junto... e se abusar, amanhece o dia com a mesma raiva, cheia de orgulho, de arrogância...

 

Quem se ira e fica desejando tirar desforra, tem a produção de hormônios aumentada no corpo, o que gera tensão, cansaço...

 

Alguém disse que acalentar a ira é como você tomar toda a noite um pouco de veneno na esperança que o outro morra. Que jumentice!

 

O que devemos fazer com a ira?

A Bíblia diz: devemos substituí-la pelo perdão. 

 

No v.32 lemos isto: "sejam bons e atenciosos uns para com os outros. E perdoem uns aos outros, assim como Deus, por meio de Cristo, perdoou vocês”.

 

Se Deus pode nos perdoar, por que não vamos perdoar também? ...a decisão de perdoar ajuda na renovação da mente.

 

...terceira maneira de renovar a mente:

3) Substituindo a desonestidade pela honestidade

Lemos no v.28: “Quem roubava que não roube mais, porém comece a trabalhar a fim de viver honestamente e poder ajudar os pobres”.

 

Existem muitas pequenas coisas que podemos chamar de desonestidade...

Colar numa prova é desonestidade... um comerciante que aumenta o preço de sua mercadoria desnecessariamente, é desonesto...

 

Uma coisa muito fácil de roubarmos dos outros é o tempo.

 

Substitua a desonestidade pela honestidade.

...quarta maneira de conseguir renovação da mente:

4) Substituindo o comodismo pelo trabalho

A parte final do v.28 ensina: “...comece a trabalhar a fim de viver honestamente e poder ajudar os pobres”.

 

Precisamos fazer alguma coisa. Há um ditado que diz: “cabeça vazia é oficina do diabo”, não só isto é verdade, mas também não fazer nada também o é.

 

Não é preciso realizar grandes trabalhos; pequenos serviços são suficientes. Ex: estudar para valer, lavar louça, varrer uma casa, etc. Até mesmo quem está desempregado pode fazer isso.

 

...quinta maneira de conseguir uma mente renovada:

5) Substituindo palavras que matam por aquelas que edificam

“Não digam palavras que fazem mal aos outros, mas usem apenas palavras boas, que ajudam os outros a crescer na fé e a conseguir o que necessitam, para que as coisas que vocês dizem façam bem aos que ouvem”. (versículo 29).

 

 Isto não quer dizer somente não falar palavrão. É também com referência a palavras que matam, derrubam os outros, desestimulam. Falso testemunho, fofoca, mentira, verdades distorcidas são “palavras más”.

 

Substitua as palavras que destroem por aquelas que levantam, edificam os outros.

 

Com a “mente velha” temos a tendência de gostar de ouvir e falar coisas ruins dos outros, pois isso dá o maior “ibope”. Fale o que edifica os outros.

 

...sexta maneira de renovar a mente:

6) Substituindo a maldade pela bondade

“³¹Abandonem toda amargura, todo ódio e toda raiva. Nada de gritarias, insultos e maldades! ³²Pelo contrário, sejam bons e atenciosos uns para com os outros. E perdoem uns aos outros, assim como Deus, por meio de Cristo, perdoou vocês.”.(versículos 31-32).

 

Ser bom é ser semelhante a Deus. Bondade se expressa em gentileza, atitudes servidoras, tratamento adequado. Sem ser “grosso” ou “grossa”, gritar, ser estúpido(a). Isto demonstra uma mente velha.

 

Pense em tratar os outros bem e fazer o bem para os outros e isso o fará muito mais feliz!

 

Conclusão

Que nós renovemos a nossa mente em Cristo, e assim, sejamos bênção para a Igreja e para o mundo que não conhece a Jesus Cristo.

 

 

Pr Walter Pacheco da Silveira