Meus Sermões

VITÓRIA SOBRE O VALE DE LÁGRIMAS

Salmo 84

 

Introdução

Esse salmo da Bíblia faz referência a um vale bastante curioso, o Vale das Lágrimas, também chamado de Baca.

Esse era um vale sombrio, um trecho difícil de passar, por isso o nome Baca, palavra hebraica que significa lágrima, choro – o Vale das Lágrimas.

 

É provável que os viajantes, ao passar por esse vale, tenham dado esse nome à ele, porque o lugar era cheio de arbustos que pingavam gotas d’água sobre quem passasse por ele.

 

Você conhece esse vale? ...talvez, fisicamente, você nunca tenha andando por ele... tirado fotos nele ou passeado por ele...

 

Mas, qual de nós pode dizer que nunca passou, emocionalmente, por esse vale: o vale das lágrimas? 

Porque, a passagem pela vida nos faz chegar, muitas vezes, a esse vale. 

 

Portanto, a Palavra de Deus, longe de minimizar esse fato, ela mostra que por vezes (e muitas vezes), no nosso caminhar nem tudo são rosas, nem tudo é sempre plano... há desses vales de lágrimas também. 

 

Certa ocasião, Jesus fez uma declaração que se tornou famosa, Ele disse (Jo 16.33): “No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem”

 

Portanto, na vida de todos, há vales profundos, vales secos, áridos; há ermos, há desertos – há um vale de lágrimas... 

Você tem passado por problemas que parecem não ter solução e que te fazem chorar constantemente? ...então, você está tendo o desafio de “atravessar um vale de lágrimas” em sua vida.

 

Você está passando por alguma dificuldade hoje, por algum problema ou sofrimento, que tem feito você chorar muito? ...então, você está nesse vale, e quem sabe, sofrendo uma dor íntima e particular, que só o seu travesseiro molhado pode denunciar.

Alguns, têm chegado a esse vale de lágrimas por causa da perda, da traição, da violência... 

 

Outros, têm chegado a esse vale, por causa de alguma tentação, indiferença ou da depressão. 

 

O salmista desse Salmo 84, passava por uma experiência que o fez chorar muito, a ponto de parecer estar “no vale de Baca”. ...é assim que ele se refere e chama à sua própria vida: um vale de lágrimas. 

Mas, sabe, ele venceu esse vale! Ele superou esse sofrimento!

 

Sabe como ele conseguiu atravessar esse “vale de lágrimas”? ...o salmista, salmista que passou essa terrível experiência, nos dá a receita para quem quer atravessar esse vale e sair dele.
 

...a primeira dica do salmista é a seguinte:

BUSQUE A CASA DE DEUS

Nos primeiros versos do Salmo (1-4), lemos isto: “Como eu amo o teu Templo, ó Deus Todo-Poderoso! 2  Como eu gostaria de estar ali! Tenho saudade dos pátios do Templo do Deus Eterno. Com todo o meu ser, canto com alegria ao Deus vivo. 3  Ó Eterno e Todo-Poderoso, meu Rei e meu Deus, perto dos teus altares os pardais  constroem o seu ninho, e as andorinhas fazem a sua casa, onde cuidam dos seus filhotes. 4  Felizes são os que moram na tua casa, sempre cantando louvores a ti!”. 

Para o salmista, o melhor lugar onde ele poderia estar, era na casa do Senhor.

 

Ele declarou, lemos no v.2, que preferia estar na casa do Senhor, e no v.10, tornou a declarar: “É melhor passar um dia no teu Templo do que mil dias em qualquer outro lugar. Eu gostaria mais de ficar no portão de entrada da casa do meu Deus do que morar nas casas dos maus.  o que em qualquer outro lugar do mundo”.

 

Era na casa do Senhor que ele se sentia feliz, tinha alegria, segurança, proteção e era onde podia refrigerar a alma, tranqüilamente... a casa de Deus, era para ele, o seu “ninho”!

 

De fato, estar na presença de Deus, é uma das mais emocionantes e empolgantes experiências que uma pessoa pode ter.

Porque, na casa do Senhor, podemos sentir a grandeza de Deus, ouvir a voz de Deus e ser tocado por Sua presença...

 

Ali, Deus vem ao nosso encontro, enxuga as nossas lágrimas, alegra o nosso coração e nos faz vencer o “vale de lágrimas”! Aleluia!

 

Oh! Aceite o meu convite: venha estar na casa do Senhor e suas lágrimas de dor serão enxutas – a música, as orações, as pessoas todas que amam a Deus, tudo lhe fará bem e ajudará que você vença o vale.

 

...a próxima dica do salmista é essa:

ABRA O CORAÇÃO PARA DEUS

Veja comigo essa declaração do salmista, a partir do v.5-8: “Felizes são aqueles que de ti recebem forças e que desejam andar pelas estradas que levam ao monte Sião! 6  Quando eles passam pelo vale das Lágrimas, ele fica cheio de fontes de água, e as primeiras chuvas o cobrem de bênçãos. 7  Enquanto vão indo, a força deles vai aumentando; eles verão o Deus dos deuses em Sião. 8 Escuta a minha oração, ó Deus Eterno e Todo-Poderoso! Ouve-me, ó Deus de Jacó!” 

Nós precisamos nos relacionar com Deus de coração aberto, transparente e sincero... nenhum de nós deve, e nem pode, esconder nada de Deus.

 

Portanto, se você está no “Vale de Lágrimas”, conte tudo a Deus, não esconda coisa alguma dEle... desde as suas frustrações e seus lamentos, até o mais profundo dos seus sentimentos, apresente tudo para Deus.

Deus nos compreende, Ele nos perdoa, enxuga as nossas lágrimas e, acredite, ainda nos enche de força!

 

No v.5 lemos assim: “Como são felizes os que em Ti encontram sua força” ou “que de Ti recebem forças”

 

É que só vence o vale de lágrimas, aquele que fez de Deus a sua força, o seu Gerador de energia, a sua Usina de vitalidade. 

Houve uma época em minha vida que eu gostava de comprar livros de auto-ajuda, do tipo: Como Vencer ou Como Superar Um Mau Hábito... mas eu desisti deles quando descobri que, dizem o que fazer, mas não oferecem o PODER para fazer. 

 

Isso, porque não há força humana que resista ao Vale de Baca.

Na hora do desprezo, da depressão, da tragédia, qualquer força, habilidade ou conhecimento humano, é pouco, comparado à pressão das adversidades sobre nós. 

 

Portanto, só vence o vale de Baça, quem já entra nele com o coração aberto para Deus, afirmando de onde vem a sua força. 

Você lembra do menino Davi enfrentando o gigante Golias? Essa é uma das histórias reais da Bíblia: O gigante havia zombado dele dizendo: “Vem e eu vou dar o seu corpo para as aves e os animais comerem”. Mas Davi respondeu: “Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado”. E com essa afirmação, atirou uma pedra e o gigante caiu. Por quê Davi foi tão bem-sucedido? ...é que ele havia aberto o seu coração para Deus e então, recebeu força de Deus.

 

Você precisa entender isso: A nossa força não vem do pensamento positivo, não vem do dinheiro, não vem da família, não vem de homem algum... a nossa força vem do Senhor. Amém? 

 

Diga assim: “A minha força [novamente], a minha força, vem do Senhor”. Aleluia!

 

É isso!

Nosso coração representa o centro das emoções e, quando enfrentamos um “vale de lágrimas”, nós precisamos ter as nossas emoções sob controle.

 

Mas só há um modo de conseguir isso: é abrindo o coração para Deus!

 

Portanto, para vencer o “vale de lágrimas”, o seu coração precisa estar aberto para Deus e confiante nEle.

 

...Há uma terceira dica do salmista para uma pessoa sair do vale de lágrimas, e a dica é essa:

CONFIE SUA VIDA PARA DEUS

Quero ler os v.11-12: “O Senhor Deus é a nossa luz e o nosso escudo. Ele ama e honra os que fazem o que é certo e lhes dá tudo o que é bom. 12  Ó Deus Todo-Poderoso, como são felizes aqueles que confiam em ti!”

Por experiência própria, o salmista diz que Deus é “sol e escudo” e que felizes são aqueles que “colocam a sua confiança no Senhor”.

 

O salmista tinha depositado toda a sua confiança em Deus... ele havia colocado a sua vida nas mãos de Deus, e assim, ele conseguiu vencer o seu “vale de lágrimas!”

 

É isso também, que deve fazer toda pessoa que atravessa um período difícil de vida e que tem sofrido, como se estivesse num verdadeiro “vale de lágrimas”.

Toda pessoa precisa declarar, do fundo do seu coração, que confia em Deus e somente nEle, mesmo que muitos à sua volta, confiem em deuses, em leituras de mão, em astros do céu...

 

Quem quer vencer o seu “vale de lágrimas”, precisa confiar exclusivamente no Senhor.

 

E ouça, se você confiar em Deus, Ele será para você “luz e escudo”, lemos no v.11, isto é, você poderá contar com a sabedoria de Deus e com a proteção de Deus...

 

E o maravilhoso resultado é que seu “vale de lágrimas” será transformado em vale de bênçãos”!

Esse salmista, realmente confiou sua vida a Deus e experimentou isso – o v.6, fala dos que confiam no Senhor, está escrito sobre eles: “Quando eles passam pelo Vale das Lágrimas, ele fica cheio de fontes de água, e as primeiras chuvas o cobrem de bênçãos” – por que houve confiança em Deus. Aleluia!

 

CONCLUSÃO

No “vale de lágrimas” muitos se desesperam, perdem a cabeça, cometem até loucuras...

Tudo porque ainda não experimentaram estar na Casa do Senhor... e ainda não experimentaram abrir o seu coração para Deus e também porque não resolveram confiar sua vida a Deus.

 

Mas se você não quer cometer loucuras, não quer entrar em desespero, e nem morrer em seu vale de lágrimas, siga as dicas do salmista:

Nº 1- Busque a casa de Deus

Nº 2- Abra o seu coração para Deus , e

Nº 3- Confie sua vida a Deus

 

As pessoas que fizeram assim, sempre tiveram o seu vale de lágrimas transformado em vale de bênçãos!

Você quer a bênção de Deus? ...então, assuma um compromisso com Ele.

 

Ministração

O seu vale de lágrimas, seja do tamanho que for, da fundura que for, da largueza que for... não esgota nem um pouco a fonte de bênçãos que Deus tem preparado para você, na verdade, elas são inesgotáveis: se seu vale é grande e profundo, as fontes das bênçãos que procedem de Deus, vem no tamanho da sua dor, ganhando a dimensão do seu sofrimento. Amém? 

 

Outro dia eu li esta frase: “Enfrentamos situações para além dos nossos recursos, mas nunca para além dos recursos de Deus”. É fato. 

 

Quanto maior a dor, maior a quantidade da bênção que jorra das fontes de Deus em nossa vida. 

 

Eu quero orar, para que das fontes de Deus, jorrem como águas, águas em abundância, a bênção sobre a sua vida, de tal modo que a partir desta noite, a história da sua vida seja mudada.

 

Pr Walter Pacheco da Silveira - Fonte: Ministério Rhema