Outros Sermões Josué

JORNADA DE FÉ
Josué 1 a 6

Introdução
Eu sei que existe uma grande expectativa para o que vai ser dito à igreja hoje. Nós criamos esta expectativa propositadamente. E alguns vieram realmente só por causa disso...

No entanto, a minha primeira palavra é bem diferente daquela que os irmãos estão esperando. É um pedido de perdão aos irmãos. Acredito não estar sendo o pastor que Deus gostaria que eu fosse e isso tem causado, com certeza, transtorno na vida de vocês. Estou arrependido e peço a Deus que mude a minha vida e que vocês me perdoem. Domingo passado eu afirmei que Deus não queria Isaque no que aconteceu em Moriá (Deus pediu que Abraão sacrificasse Isaque) -; Deus queria Abraão, Deus queria o coração dele, Deus queria ele por inteiro. E eu digo hoje com muita convicção: o que Deus quer é fazer uma grande transformação na minha vida, e, a partir da minha vida, a igreja toda vai ser transformada. Isso, porque tenho pedido a Deus um grande quebrantamento na vida da igreja - e Deus está me dizendo claramente que o quebrantamento deve começar comigo. Eu afirmo aos irmãos que não quero ser resistente ao direcionamento de Deus e que tenho buscado intensamente uma vida na qual Deus se agrade.

A mensagem de domingo passado à noite ("Saindo da Zona de Conforto"), de certa forma, serviu de introdução para aquilo que vamos falar hoje.

Demonstramos como foi que Abraão saiu da zona de conforto - empurrado pelo próprio Deus na sua experiência em Moriá; lá, Deus pediu que ele sacrificasse a que ele tinha de mais importante, seu filho amado -; no qual estava colocada a promessa feita por Deus. E Abraão experimentou Deus como nunca naquela oportunidade.

Zona de conforto é aquela área da sua vida na qual você se acomodou, que não exige mais esforço, mudança de sua parte. É quando você se sente seguro e não tem vontade de mudar. É quando você se acostuma com seu jeitão, seu estilo pessoal, suas coisas, sua condição social, intelectual, espiritual, afetiva - e não quer ou não permite mais mudanças, porque elas são trabalhosas.
Por natureza, buscamos a zona de conforto;
Na zona de conforto nos sentimos seguros;

Dentro da zona de conforto nos tornamos complacentes;
De vez em quando a vida nos leva para fora da zona de conforto;
Fora da zona de conforto nos tornamos abertos às mudanças;
Fora da zona de conforto nós encontramos oportunidades para amadurecimento;
Deus nos leva para fora da zona de conforto para ter nossa atenção.
(Uma Adaptação do livro "Journeys beyond the Confort Zone" - David Wong)

Grandes acontecimentos, no contexto da palavra de Deus, ocorreram quando homens e mulheres agiram pela fé e enfrentaram corajosamente a jornada para fora da zona de conforto.

Hoje eu gostaria de desafiar você para uma "Jornada de fé".
Vamos para a vida de Josué e a sua experiência. Porém, antes de iniciarmos, vamos clamar a Deus para que este não seja mais um estudo em Josué, mas sim uma mensagem viva - vinda direta do coração de Deus para os nossos corações e que haja transformação de nossas vidas. (Quantos aqui estão se sentindo vazios, espiritualmente secos, espiritualmente frustrados, decepcionados consigo mesmos, sem vibração espiritual -; tudo constatado pela falência familiar, por relacionamentos quebrados, testemunho ineficaz?). Vamos orar.

Quero convidar vocês hoje para uma nova página na sua vida -; quero convidá-los para uma nova página na vida da igreja, quero convidá-lo para uma jornada de vitória, uma virada de mesa espiritual. Vamos reconstruir as nossas vidas, vamos começar uma nova igreja -; focada no seu propósito, que é glorificar a Deus. Esta será a "Nova Memorial".

Ler os textos: Josué 1.1-9 e 10-11; 2.1; 3.5; 6.2-5; 6.20-27
Josué sempre foi uma pessoa muito especial. Líder destacado. Auxiliar exemplar de Moisés foi um dos espias que primeiro viu a terra prometida e o desafio que ela representava; por seu posicionamento firme e boa relação com Deus, foi um dos dois sobreviventes de toda uma geração que morreu no deserto. No entanto, sua posição era de certa forma confortável, ele era líder, mas não estava liderando, não tinha sobre si nenhuma responsabilidade maior.

Foi quando Deus resolveu tirar Josué da zona de conforto. Vamos olhar para o processo:

1. Conscientização - Josué 1.1-9

Josué é convocado e encorajado
"Olha Josué chegou a sua vez. Moisés morreu. Não tem mais Moisés! Agora é com você. Mas eu não mudo, a promessa continua a mesma. O que eu disse que faria, vou fazer: todo lugar que vocês puserem os pés eu darei a vocês; Ninguém vai resistir a você; nunca o deixarei; nunca o abandonarei; A única coisa que peço para você é: seja forte e corajoso; tenha o cuidado de obedecer a palavra e não se desviar dela (a palavra é nossa proteção); anuncie a palavra -; e você será bem sucedido. Por isso, não se apavore, não tenha medo, eu vou estar com você".

Um encorajamento desses levanta até um cadáver, Deus querendo abençoar aquela gente (povo de Israel), levantou um novo líder e empenhou a sua Palavra. Isso não é história da carochinha, é um fato irrefutável.

2. Preparação
Os líderes são avisados - 1.11
O povo é avisado - 1.11
O povo é orientado a fazer provisões - 1.11
Dois espiões são enviados a Jericó - 2.1
O povo se santifica -; circuncisão - 3.5 e 5.2-8

3. A estratégia -; Josué 6.2-5
A estratégia veio direto de Deus e era completamente fora dos padrões aceitáveis -; os estrategistas de guerra, ao ouvirem a estratégia, ficaram "de cabelo em pé".

E era simples. Sacerdotes levariam a arca. Mais sete sacerdotes iriam à frente da arca tocando trombetas. Homens armados se posicionariam na frente dos sete sacerdotes. E, atrás da arca, tomariam posição os outros soldados e o povo em silêncio -; Eles deveriam dar uma volta na cidade por 6 dias. No sétimo dia, todo procedimento seria repetido, sendo que neste dia, eles deveriam dar 7 voltas -; e todo o povo deveria gritar.

Representação da estratégia.
Foi uma estratégia sem lógica alguma; e aqui, o que importava não era a estratégia em si, mas se ela vinha de Deus;
Toda ela foi baseada na presença de Deus. Muito interessante que Deus não mandou Josué ficar no comando. Deus foi pessoalmente -; ele estava no comando - Arca;

A parte que eu mais gosto é o grito da fé: "Gritem! o Senhor lhes entregou a cidade!!" -; Josué 6.16

4. A vitória veio -; Josué 6.20-27
A cidade veio ao chão. E aconteceu exatamente como Deus havia dito que aconteceria. Josué foi vitorioso, os sacerdotes foram vitoriosos e o povo foi vitorioso -; todos na dependência de Deus.

Aplicação e contextualização:
Irmãos, nós queremos hoje inaugurar uma nova etapa na vida de nossa igreja -; na sua vida -; queremos ousar diante de Deus e diante dos irmãos e dizer que: não queremos mais ficar na zona de conforto. Queremos fazer uma "jornada de fé" para bem longe dela (Zona de conforto). Queremos ver a nossa Jericó no chão.

Jericó se mostra hoje para nós como sendo todas as forças humanas e demoníacas que estão se interpondo entre cada um de nós e o Senhor dos exércitos; são as fortalezas que nos têm levado à mediocridade como filhos de Deus, ao desânimo, ao secularismo, ao materialismo, à frieza espiritual, à amizade com o pecado, e, que estão impedindo claramente a plenitude do Espírito Santo em nós.

Uma igreja que não está plena - está morta; um pastor que não está pleno - está morto; um líder que não está pleno - está morto. É por isso que sentimos tanto o mau cheiro do pecado; é por isso que precisamos de uma igreja nova -; comprometida com Deus, cheia do Espírito. Eu não quero ser um pastor morto, também não quero pastorear uma igreja morta.

Paralelo com Josué: Assim como aconteceu com Josué e Israel, tem acontecido conosco.

1. Conscientização:
Pastores convocados e encorajados
Assim como Josué foi conscientizado, o pastor Alexandre e eu, fomos conscientizados por Deus. Deus tem nos dito que os tempos serão extremamente difíceis, precisaremos de quebrantamento, arrependimento, transformação de vidas; Deus tem nos dito que os tempos serão difíceis, e está na hora de separar o joio do trigo, o bode dentre as ovelhas; os tempos serão difíceis, e a igreja só vai sobreviver, se comprometida, viver para Ele e por Ele. Deus tem nos encorajado a continuar, mesmo com as lutas. Ele nos diz diariamente: "Não se apavorem, não tenham medo, eu estou com vocês". "Apenas não se desviem da palavra e preguem-na com confiança, deixem o restante comigo".

2. Preparação:
Pastores, Ministros, líderes e igreja -; todos têm sido preparados.
Começamos a ser preparados por Deus há 5 anos, de várias maneiras: Cursos, conferências, contatos com homens de Deus;
Fizemos provisões -; investimento na vida de obreiros, fizemos uma pesquisa com a igreja e obtivemos respostas incríveis do que fazer e não fazer;

Mandamos os nossos espias -; vários foram enviados aos Estados Unidos observar igrejas, observamos várias igrejas no Brasil - onde Deus está fazendo a obra de forma indiscutível.
Temos feito pesquisas e reuniões com membros e lideres para obter informações;
Estamos preparando os nossos lideres de ministério em reuniões periódicas para encorajamento e instrução;
Estamos fazendo nosso planejamento estratégico;
Temos pregado como nunca sobre santificação, fazer diferença no mundo, avançar no mundo perdido.

3. A estratégia
Tendo como base o nosso propósito e visão e prevendo um crescimento acentuado da igreja, somados a muita oração e reuniões com líderes da igreja, e, tendo como base a pesquisa dos membros, chegamos nas seguintes estratégias:
Propósito "A Igreja Batista Memorial de São Paulo existe para glorificar a Deus, levando seus membros à maturidade espiritual, ao exercício do seu ministério e ao cuidado mútuo, para que façam discípulos de Jesus Cristo em todos os cantos do mundo, a partir de sua vizinhança, no poder do Espírito Santo"

Visão
"Ser uma igreja relevante que faça diferença na vida das pessoas sem Cristo"

Estratégias
Desenvolver e implantar um plano de apoio eficaz à estrutura familiar Fortalecer e ampliar o trabalho com grupos pequenos;
Melhorar os processos e canais de comunicação das atividades;
Buscar a excelência na realização dos cultos e eventos;
Prover espaço e infra-estrutura adequados às necessidades do crescimento da igreja.

Objetivos
Desenvolver trabalho eficaz e de qualidade para crianças, adolescentes, jovens e casais da igreja;
Promover o pastoreio mútuo, a comunhão e a maturidade espiritual dos membros;
Identificar, motivar, capacitar e treinar novos líderes para os grupos e ministérios;
Melhorar a integração de novos membros;
Aprimorar o ensino da Palavra com mensagens relevantes e bem elaboradas;

Aprimorar a celebração com louvor inspirador e de alta qualidade;
Assegurar que as pessoas saibam com clareza o que a igreja faz e como se envolver em suas atividades;
Proporcionar à igreja um ambiente acolhedor, seguro e confortável;
Ampliar a membresia.
Nos fixaremos em nosso propósito e visão e usaremos estas estratégias para chegar até ele. Não vamos fazer mais nada que não nos leve ao cumprimento do propósito e concretização da visão. Vamos levar e orientar todos os ministérios a trabalhar nesta direção. Vamos romper com tudo que não ajude. Vamos dizer não ao pecado, ao mundo, a Satanás. Vamos dizer sim ao Espírito Santo e a uma vida santa e comprometida.

4. Vitória: O grito!
O grito é a parte mais importante do processo. É o grito da libertação espiritual. É o grito do rompimento com zona de conforto. É o grito do reinício da vida cristã. É o grito de autorização para o Espírito Santo atuar. É o grito do início da Jornada da fé.

Para que nossas estratégias possam ser executadas, nossa nova estrutura não terá valor, será vazia ou ficará no papel se as pessoas envolvidas não experimentarem um verdadeiro quebrantamento; sem quebrantamento, tudo que fizermos será apenas barulho e movimento que vai gerar muita canseira.

Neste momento lanço oficialmente a nossa campanha chamada "Jornada de fé" -; a construção da Nova Memorial. E eu quero afirmar que entrar nesta jornada representa dar inicio a uma transformação que não poderá acontecer na vida de um covarde, você precisará de muita coragem para aceitar o desafio. Covardes não tomam parte em desafios que vem de Deus, aliás, diz a palavra de Deus que os covardes nem mesmo herdarão o Reino.

Nossa JORNADA DE FÉ terá 3 pontos importantes:
1. Vida Santa
Tenho visto na palavra de Deus a ocorrência de quebrantamentos coletivos.
O povo de Israel ficou alguns dias se preparando antes de passar o rio Jordão a seco e conquistar Jericó, o primeiro passo na posse da terra prometida. Josué 3.5 "Santifiquem-se, pois o Senhor fará maravilhas entre nós". E o quebrantamento aconteceu. Nós sabemos disso pelos resultados.

Aconteceu em Nínive (Jonas), na Babilônia (Daniel e Nabucodonosor). Eu tenho a certeza que pode acontecer conosco. Um quebrantamento coletivo -; aqui e agora.
Sabe o que eu sinto da parte de Deus? A nossa igreja vai vivendo ou sobrevivendo, mas o que estamos vendo é uma casca. Estamos realmente secos e vazios. Não há vigor espiritual, não há compromisso com Deus, não há oração (as pessoas oram, mas não falam com Deus), não há fervor, não existe adoração nem louvor (as pessoas cantam, mas não louvam), não há testemunho, o pecado é bem-vindo, e damos um amontoado de desculpas para justificar a nossa frieza espiritual. A maioria dos nossos crentes está comprometida com eles mesmos e não com Deus -; Deus é só um detalhe sem muita importância de suas vidas.

Pois eu digo: Vamos nos santificar e Deus fará maravilhas em nosso meio! Santificação quer dizer: quebrantamento e confissão de pecados; arrependimento -; abandono real do pecado; uma ênfase forte na vida devocional = leitura da palavra, oração, jejum, vigílias de oração, mudança real de vida, pois só assim o Espírito Santo agirá plenamente em nós, só assim seremos cheios do Espírito e experimentaremos a vida abundante. Vamos colocar Deus como prioridade central.

Nossa meta é: ter uma igreja santa, que viva longe do pecado. Que decida: não vou pecar!

2. Testemunho Santo
Se eu pudesse expressar o que é que me da maior prazer nesta vida eu diria sem hesitar: orar com alguém que se converte, levar uma pessoa a Cristo.

Muitos aqui, nunca tiveram esta experiência, muitos! Durante todos estes anos de ministério tenho tentado lutar contra a idéia herética de que é o pastor, em um dos cultos ou no seu gabinete pastoral, que deve ter este prazer ou a obrigação de fazer isso.
Queremos dar uma reviravolta na sua vida cristã. O dia que você sentir prazer de levar uma pessoa a Cristo, nunca mais você vai querer parar.

Gostaria de desafiá-lo, em nome de Jesus, a trabalhar para Deus com um testemunho tão eficaz e atraente que, nos próximos dois anos, você vai ganhar 2 pessoas para Cristo. Ganhar uma pessoa para Cristo quer dizer: orar diariamente e incessantemente por um amigo que não tem Jesus; então, criar um relacionamento íntegro com ele, isto é, visitá-lo, levá-lo à sua casa, trazê-lo eventualmente à igreja; por fim, passar a ele o plano de salvação, ajudá-lo na oração de entrega, envolvê-lo no discipulado e vê-lo batizado. Você terá dois anos para fazer isso com pelo menos duas pessoas.

Queremos batizar nos próximos 2 anos, no mínimo, 1000 pessoas. Inicia-se hoje a contagem regressiva. Cada batismo será contado e Deus será honrado!

Nossa meta é: mais que dobrar o número de membros da igreja nestes dois anos. Isso representa batizar, no mínimo, 1000 pessoas neste período.

3. Contribuição Santa
Fico abismado como os crentes hoje em dia tratam do assunto "dinheiro e bens". Deixe estar, que pessoas que não conhecem a Jesus chacoteiem do assunto é até compreensível, mas o filho de Deus, não dá para entender.

Às vezes fico enojado com a hipocrisia e falsidade nesta área. Também fico triste com tanta privação e infelicidade. Tudo por falta de fé e confiança no que Deus disse e pode fazer quando há fidelidade. Pessoas que estão debaixo da maldição porque estão roubando do Senhor. Ml 3.9 "Vocês estão debaixo de maldição porque estão me roubando" Não é maldição financeira necessariamente. Problemas familiares, emocionais, doenças -; e também e especialmente problemas financeiros. Deus quer fechar a boca do devorador em sua vida! (Ml 3.11). Você não acha que está na hora de acordar?

O desafio é: por um período de 1 ano vamos fazer um voto de entregar pela fé, mensalmente e fielmente, os nossos dízimos inteiros, ofertas para missões e fazer um esforço para cooperar com a compra de uma propriedade.

E o acerto é esse, se você fizer este voto diante de Deus, com fé, alegria e intenção certa - e piorar, se sua vida piorar, nós devolvemos o seu dinheiro, talvez eu tenha que pedir demissão do pastorado, jogar fora esta bíblia e fechar a porta da igreja. Estou colocando à prova o que Deus disse que faria.

Se todos participarem com 100% de fidelidade, não ficará pesado para ninguém, aliás, nunca precisaríamos fazer campanhas financeiras se todos fossem fieis. Com relação à compra do terreno tenho duas noticias para dar a você, uma boa e outra mais ou menos. A primeira é: já temos todo o dinheiro para o terreno; a segunda é: o dinheiro está no seu bolso...

Nossa meta é: levantar mensalmente, no mínimo, 200 mil reais para custear todos os programas que vão viabilizar o cumprimento do nosso propósito.

Conclusão
Tem alguém aqui que está se sentindo seco por dentro? Vazio de conteúdo?
Sem plenitude espiritual? Tem alguém aqui que acha que está precisando dar uma guinada em sua vida espiritual?
Tem alguém aqui que nunca compartilhou Jesus e nunca foi instrumento de Deus para ganhar uma pessoa para Cristo?
Tem alguém aqui que é ainda escravo do dinheiro e bens? Que não consegue confiar em Deus nesta área?
Tem alguém aqui tentado a dizer que não vai dar, que está com pensamentos pessimistas, pensando que tudo que estamos falando não vai dar certo? Pois eu repreendo agora todo pensamento que for contrário a palavra de Deus; todo desconforto e falta de fé; todo espírito de incredulidade!! Nós não precisamos de muitos incrédulos para o fracasso, precisamos de um -; como aconteceu com Acã.

Estou convidando você para sair da zona de conforto. Estou convocando você para uma "Jornada de Fé". Estou chamando você para rodear 7 vezes Jericó e gritar, porque o Senhor está nos dando a vitória! É um quebrantamento que envolve seriamente todas as áreas de sua vida. Não fique de fora, em nome de Jesus, vamos todos juntos. Sua vida será beneficiada e milhares serão alcançados. Creia!!

Você crê que você pode viver longe do pecado?
Você crê que Deus vai usá-lo como um missionário e você vai ganhar 2 pessoas para Cristo nos próximos dois anos?
Você crê que você pode ser fiel nesta área da contribuição, sem aceitar subterfúgios e enganos e Deus vai honrar o que disse que faria?

A grande surpresa que tínhamos para hoje é o que Deus poderá fazer em sua vida se você quiser. Vire a página! Dê o grito! Liberte-se! Finalmente tome posse da benção proveniente da obediência e quebrantamento! Vamos orar e consagrar as nossas ao Senhor agora. Faça o voto de entrar na Jornada de Fé e dar uma reviravolta espiritual no seu viver. Amém!

Eduardo C. Godoy