Outros Sermões Isaías

DESPERTAMENTO
Isaías 6

Uzias foi um rei extremamente próspero. Reinou 52 anos e teve o maior crescimento militar, econômico, agrícola. Teve um grande exército e começou a reinar aos 16 anos de idade em Jerusalém.
Uzias foi a Gate, cidade dos gigantes, II Cr 26, quebrou as suas portas e se tornou um rei tremendo e poderoso, porém pecou, ficou leproso nos 10 últimos anos do seu reinado e veio a morrer.
Vamos tecer algumas considerações em tornou do texto lido:

I. Não adianta começar bem e terminar mal
- Uzias teve um começo apoteótico. Começou muito bem, mas terminou mal.
- há pessoas que dizem: “há 10 anos eu pregava, cantava, não perdia uma reunião da igreja, uma oração, uma vigília...”
- quantos irmãos já foram instrumentos nas mãos de Deus, eram fiéis, oravam pelos enfermos, profetizavam...
- II Timóteo 4:7: “ Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé”. Infelizmente, muitos começam o combate, fogem da carreira e perdem a fé.
- “Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida”.
- Eu declaro, em nome de Jesus, que você não vai terminar pior; você vai terminar melhor. Aleluia.

II. Uzias morreu de lepra.
- lepra, biblicamente, representa pecado.
- “no ano em que a `lepra´ foi tirada, eu vi o Senhor”.
- Enquanto o pecado estiver no trono de sua vida, você não verá o Senhor.
- Há pessoas que até são dizimistas, mas não prosperam, porque estão em pecado. A lepra tem de ser removida de sua vida.
- São muitas vezes “ pecados de estimação”, com os quais a pessoa já se acostumou e acha que Deus não se importa com aquilo.
- Se o diabo estiver lhe acusando, “ você pecou”, “ você não pode cantar” etc, diga-lhe: “o Sangue de Jesus me purifica de todo pecado”.

III. Isaías disse: “ Eu vi o Senhor”.
- a experiência dos outros nos alegra, mas a nossa experiência nos marca.
- Muitos vivem a experiência dos outros, dos pais, do irmão, daquela irmã etc. Viva a sua própria experiência.
- Jô disse: “Antes eu te conhecia de ouvi falar, mas agora os meus olhos te vêem a ti” .
- Chega de ficar só ouvindo a experiência dos outros: “ a família da irmã Maria foi salva”, “Deus abriu uma porta para o irmão José”. Você vai dizer; “A minha família foi salva, Deus abriu uma grande porta para mim”.

IV. Quando Isaías teve um encontro com Deus, viu o seu pecado.
- É muito fácil apontarmos o dedo.
- Há uma ilustração: “Uma mulher todo dia olhava para o varal da casa da vizinha e via os lençóis “sujos” e criticava. Um dia foi limpar o vidro da janela de sua casa e saiu tanta gordura e viu que o problema estava na sua janela.
- Limpe a sua janela. Nos nossos dias, as pessoas não vêem seus defeitos, mas os dos outros.
- Confesse a Deus quem você é e Deus lhe dirá quem Ele é”.

V. Isaías teve percepção, visão de onde se encontrava.
- quantos não têm discernimento, não percebem onde estão, o que estão fazendo etc.
- quantos crentes ouvindo músicas profanas, outros “curtindo inconseqüentemente o pecado”, outros rebelando-se contra pastores e líderes e depois dizem: Deus, o Senhor não está me ouvindo?

VI. O problema de Isaías estava na boca.
- “ um dos serafins voou até mim e tocou nos meus lábios”.
- Deus tocou em sua boca. Deus toca no lugar certo. Ele não erra.
- Ele sabe onde vai ser necessário tocar na sua vida.
- O problema de muitos está na boca : “a morte e a vida estão no poder da língua”.

Conclusão:
“A quem enviarei? E quem há de ir por nós”? Então Deus se cala...Ele quer ouvir a nossa voz, a nossa resposta. “Eis-me aqui!”.
Isaías se dispôs.
- Quantos tiram “férias” de Deus, um mês sem congregar, sem discipular etc. São crentes de “temporada”, “turistas”.
- Deus vai tocar em sua vida e você será um profeta do Senhor.

Pr. Marcos Zengo