Ilustrações Ilustrações F

Força

 

A águia é usada como símbolo dos que esperam no Senhor e dEle confiam. Esse bicho é interessante desde sua origem. Um frango está pronto para ser vendido no mercado em nove semanas. Águias não, elas levam, como no caso da Águia Real, até um ano para voarem sozinhas. Verdadeiros cristãos são como águias: podem levar tempo para amadurecer. Primeiro trigo depois erva verde, finalmente fruto. Você pode ver pombos, andorinhas e periquitos voando em bandos. Águias não, sempre estão sozinhas, no máximo em duas. Ficam lá no alto, olhando o azul infinito. É do alto que vem o poder do cristão, que muitas vezes tem que ficar sozinho por causa de seus princípios. Não tenha medo de ficar só. Geralmente, o cristão anda na contramão da vida. Este mundo não foi feito nos moldes presentes para o povo de Deus. Voe alto, embora os que voam alto não sejam compreendidos. Quando alguém não é compreendido é temido e quando alguém é temido é criticado e condenado. Alguma vez já pensou onde vão as águias quando a tormenta vem? Onde é que elas se escondem? Elas não se escondem. Abrem suas asas, que podem voar a uma velocidade de até 90 km por hora, e enfrentam a tormenta. Elas sabem que as nuvens escuras, a tempestade e os choques elétricos podem ter uma extensão de 30 a 50m, mas lá em cima brilha o sol. Nesta luta terrível podem perder penas, podem se ferir, mas não temem e seguem em frente. Depois, enquanto todo mundo fica às escuras embaixo, elas voam vitoriosas e em paz, lá em cima. Finalmente, as águias também morrem, mas alguma vez você achou aí um cadáver de águia? De galinha talvez, de cachorro ou de pombo, quem sabe até de um bicho do mato nessas extensas estradas de reservas ecológicas, mas cadáver de águia, você não encontra. Sabe por quê? Porque quando elas sentem que chegou a hora de partir, não se lamentam nem ficam com medo. Procuram com seus olhos o pico mais alto, tiram as últimas forças de seu cansado corpo e voam aos picos inatingíveis e aí esperam resignadamente o momento final. Até para morrer elas são extraordinárias. Talvez seja por isso que o profeta Isaías compara os que confiam ao Senhor a águias.

 

En la despedida de un pastor que había servido a su iglesia durante 20 años, varios predicadores elogiaron con elocuencia sus muchas virtudes. Sin embargo, un laico le dio un tributo que el pastor consideró el más agradable de todos. Dijo: «Lo he observado casi todos los días durante los últimos 20 años, y nunca he visto que tenga prisa.» El pastor dijo que durante años le pidió a Dios que le enseñara cómo renovar sus fuerzas «en quietud y confianza», tal como había leído en Isaías 30:15. En este versículo, Isaías estaba llamando a la rebelde Israel a regresar a Dios y confiar en Él para hallar nuevas fuerzas. Sin embargo, el pastor vio en ese versículo un principio aplicable a su propia vida. Algunas personas son calmadas por naturaleza; otras, muy nerviosas. Pero los cristianos, independientemente de su temperamento, pueden acudir a Dios en oración y aprender a renovar sus fuerzas en quietud y confianza. Martín Lutero dijo que a veces estaba tan ocupado que tenía que pasar al menos tres horas al día en oración para hacer algo. - Fonte: Osvaldo Carnival

 

Tivemos a oportunidade de ir ao hipódromo nacional e ficamos surpresos ao ver animais de diversos portes; alguns deles eram gigantescos. Mas o que nos impressionou foi a "lição dos cavalos": 1 cavalo sozinho puxa 200 quilos. Mas 2 deles multiplicam a força sinérgica por 10. Fantástico e maravilhoso! Este mesmo paralelo é encontrado no Antigo Testamento, registrado em Dt 32:30: uma só pessoa persegue a 1.000, mas duas, a 10.000! Cremos nessa sinergia cristã e, se conseguirmos unir as nossas forças poderemos fazer um grande estrago no reino das trevas. - Fonte: d.botelho@uol.com.br

 

La Fontaine: "Toda força é fraca se não é unida".

 

Um crente orou assim: “Senhor, dá-me um coração de fogo para o Teu serviço; um coração de amor para com o meu próximo, e um coração de ferro para comigo mesmo”.

 

A ordem aos israelitas era que comessem toda a carne assada do cordeiro, de modo que pudessem adquirir forças para atravessar o deserto. Se nós quisermos ter forças que nos possibilitem atravessar o deserto deste mundo, com todo sucesso, com todas as vitórias, precisamos comer a Palavra de Deus de modo regular. Assim como os israelitas jamais poderiam reunir forças para atravessar o deserto vitoriosamente, sem que primeiro tivessem comido a carne do cordeiro pascal assado, assim também não há vitória para o cristão que não se alimenta com regularidade das Sagradas Escrituras. (Êxodo 12.1-4).

 

Um pai estava construindo uma casa e pediu a seu filho que lhe ajudasse. - "Filho, traga-me aquelas pedras grandes para que eu possa seguir edificando" - lhe disse. O filho saiu para cumprir a ordem do seu pai, mas suas forças eram poucas para levantar as pedras. Voltou e disse ao seu pai que não podia, que eram muito pesadas. O pai insistiu, dizendo: - "Filho, prova com todas as tuas forças e verás que vais conseguir." - "Pai, já tentei com todas minhas forças e não consegui! - Tenta outra vez, insistiu o pai, mas agora com todas as tuas forças". O jovem, obediente, voltou ao lugar onde estavam as pedras, se esforçou ao máximo, experimentou com todas as pedras, mas não conseguiu com nenhuma. - "Pai" - disse ele com lágrimas nos olhos. "Provei com todas as minhas forças e não consegui. Sinto muito, mas não posso!" - "Filho" - respondeu o pai -, "eu te disse que provasses com todas as tuas forças. Todas as tuas forças são as tuas forças mais as minhas. Em nenhum momento pediste que eu te ajudasse..." Freqüentemente isso acontece com os desafios da vida frente às tarefas que temos que realizar. Dizemos que não podemos e nos sentimos fracos. O Senhor insiste que provemos com todas as nossas forças, mas muitas vezes nos esquecemos de pedir a ajuda de Deus. Deus não espera que solucionemos nossos problemas sem Sua ajuda. Ele está à nossa disposição em todos os momentos.

 

Lemos na Bíblia acerca dos israelitas às margens do mar Vermelho. Não havia pontes, não havia navios, não havia meios pelos quais eles pudessem atravessar o Mar Vermelho, mas Deus interveio, subjugou as leis naturais, suspendendo-as por um instante, e ordenou a Moisés que ordenasse ao mar que se dividisse. Obedecendo Moisés ao Senhor, o mar vermelho se dividiu e todos os israelitas caminharam pelo mar como se estivessem caminhando no asfalto. Foi um verdadeiro milagre!

 

Quando Jesus Cristo dirigiu-se ao deserto, 5 mil homens e outros tantos milhares de mulheres e crianças foram ouvir Seus sermões e receber cura. Cristo lhes ensinou o dia todo, mas o Senhor percebeu que o povo estava faminto. Não desejando mandar aquelas pessoas embora para casa com fome física, Cristo ordenou aos discípulos que dessem de comer ao povo. Filipe disse que era impossível alimentar tanta gente, pelo fato de estarem no deserto e não haver um estabelecimento onde pudessem comprar alimentos, e por não terem dinheiro disponível para isso. Todavia, André, com fé e visão, trouxe cinco pães e dois peixinhos, que Jesus abençoou. Jesus Cristo ficou ao lado de Filipe, tomou aqueles alimentos pelos quais deu graças, e instruiu Seus discípulos a entregá-los à multidão. Depois de todo o povo haver comido o suficiente, ainda sobraram doze cestos. Temos aqui um milagre efetuado pelo poder de Deus.

 

Um dia, enquanto Jesus estava ministrando além do rio Jordão, Lázaro ficou doente, atacado de alta febre. Suas duas irmãs, Marta e Maria, ficaram assustadas e de imediato o levaram para o quarto, onde fizeram baixar a febre com toalhas molhadas. Aplicaram-lhe uma boa massagem e fizeram tudo o mais que lhes foi possível, para restaurar-lhe a saúde. Mas o pobre homem foi ficando cada vez pior. Um médico depois de outro diagnosticou seu caso como sendo sem esperança; não havia cura para Lázaro. As irmãs ficaram perplexas, sem saber o que fazer, até que pensaram no Senhor Jesus, a quem escreveram uma carta que dizia: "Senhor Jesus, Teu querido Lázaro está doente. Vem depressa!" Contrataram um atleta que corria rápido, para que fosse aonde estava o Senhor e lhe entregasse a carta. As irmãs tinham certeza de que Jesus viria imediatamente, pelo que ficaram esperando-O com ansiedade. Cada vez que ouviam passos na rua, pensavam que era o Senhor. O ruído do vento sacudindo a porta levava-as a correr para encontrar-se com Jesus, pensando, que o Senhor estava batendo. Durante toda a noite elas ficaram esperando Jesus: Ele haveria de chegar a qualquer momento, mas Jesus não chegou e Lázaro morreu. Pareceu àquelas irmãs que o mundo se abrira num precipício imenso para tragá-las, pois a esperança as abandonou. Subitamente o mundo todo tornou-se uma nuvem negra para aquelas duas mulheres que já não tinham pai nem mãe; e agora, o único irmão estava morto. Elas dependiam desse irmão. Sentiram-se totalmente sem esperança, cheias de tristeza; não comeram e não cuidaram de si mesmas. Os vizinhos viram a situação horrível delas e, unidos, providenciaram os funerais de Lázaro. Quatro dias se passaram. Alguém se aproximou da casa de Marta e Maria e anunciou: "O Senhor Jesus está a caminho. Está na periferia da cidade". Marta correu a encontrar-se com o Senhor e, desejando ser confortada por Jesus, ajoelhou-se diante dEle e pôs-se a chorar. Ela estava triste e magoada porque Cristo não viera antes. Cheia de tristeza e muito emocionada, disse Marta: "Jesus, se estivesses aqui há quatro dias, meu irmão não teria morrido". Marta sentiu-se calma na presença de Jesus, embora o semblante do Senhor lhe parecesse tristonho. Quando ela olhou para o rosto de Jesus, pôde ver nEle muita tristeza. Marta ficou sabendo, então, que fizera uma confissão errada. Jesus estava agora ali, mas Marta havia dito: "Se estivesses aqui há quatro dias, meu irmão não teria morrido". Marta fez uma confissão colocando Cristo no passado. Enquanto ela se posicionasse no passado, e só no passado, Jesus não poderia operar no presente. Cristo estava de pé, diante de Marta, mas a mulher só reconhecia o Cristo de quatro dias atrás. A fé no Cristo do passado não pode operar no presente. Cristo havia vindo a fim de ajudar, estava ali para mudar a presente situação de Marta. Mas ela apenas pensou no que Jesus poderia ter feito quatro dias antes. Jesus Cristo está entre nós pelo poder do Espírito Santo agora.

 

A pedra do sepulcro foi rolada a fim de permitir que os discípulos entrassem, não para que Jesus saísse! Imagine o poder de Jesus!!

 

Quantos que se propõem a mudar de jeito, de vida, de situação? Mas é inútil! É como se um cadáver dissesse: "Mediante grandes esforços próprios, sairei desta urna, deste caixão, e serei de novo um homem vivo". Porém, falta uma força que venha de fora dele mesmo. Você não poderá vencer os maus hábitos nem romper as cadeias que o prendem. Você necessita de ajuda; necessita de Cristo! (da revista chilena "Aguas Vivas", pg.26, citando Billy Graham - Año 2/Nº 8 - Marzo-Abril 2001).

 

Doug Fields escreveu: "Reconheça o poder de Deus por meio da humildade". (Doug Fields, em Um Ministério Com Propósitos - Editora VIDA-, pg 34).

 

O que Rick Warren declarou a respeito dos livros de auto-ajuda, é verdadeiro: "...eles dizem o que fazer, mas não o poder para fazer. (...) Eis as boas novas: o cristianismo oferece o poder de que precisamos". (Rick Warren, em "Poder Para Ser Vitorioso", pg 10 - Ed Vida)

 

Hace años, la televisión no tenía controles remotos. Para prenderla o apagarla, cambiar los canales o ajustar el volumen, tenías que dejar tu asiento, acercarte al aparato, y participar personalmente. Hoy, por medio de los controles remotos, tu asiento favorito es como un trono distante desde el cual puedes hacer que la TV te obedezca. Algunas personas piensan que Jesús está sentado en su trono celestial dirigiendo a sus siervos terrenales desde lejos. Pero antes de ascender dijo a sus discípulos: «Toda potestad me es dada en el cielo y en la tierra» (Mateo 28:18). Después de comisionarlos a que fueran e hicieran discípulos de todas las naciones, les aseguró: «Yo estoy con vosotros todos los días, hasta el fin del mundo» (v.20). El erudito británico lo expresa así: «Él acompaña a sus agentes. No les da energía usando un control remoto; está presente con ellos por medio de su Espíritu. Ellos trabajan para Él, pero Él trabaja en ellos.» Alabado sea el Señor, el Salvador no sólo está entronado en el cielo, sino que por medio del Espíritu de Dios que mora en los creyentes, también está obrando activamente en la tierra por medio de sus hijos obedientes. Cuando le sirvas hoy, tal vez en una situación difícil, recuerda: no te está dirigiendo por control remoto. Está obrando en tu necesitado mundo a través de ti mediante su Espíritu. (Osvaldo Carnival - Internet).

 

Há uma história sobre um grupo de missionários acampados na selva perto das vilas e aldeias, mas também perto de uma colônia de chimpanzés selvagens. Cada tardinha, voltavam das aldeias, acendiam uma fogueira e ficavam ao redor contando as experiências e as bênçãos. Uma tarde, quando os missionários regressaram, viram os macacos que os estavam imitando: puseram lenha para fazer uma fogueira, e estavam sentados ao redor da fogueira apagada se "esquentando" como os missionários faziam nas noites frias: esfregavam as mãos, faziam ruídos. Faltava, porém, algo importante naquela fogueira: o fogo. Era apenas uma imitação. Assim é com a igreja: sem o fogo do Espírito, a igreja não tem sentido. É um clube religioso, é uma reunião de amigos, de gente idealista, mas não é uma igreja onde Jesus Cristo é Senhor. É uma mascarada, uma fantasia. (Fonte: Walter Santos Baptista, em estudosgospel@grupos.com.br).

 

T.L. Osborn disse que se tirarmos do cristianismo o aspecto milagroso, nada sobra senão outra religião. E o cristianismo não é uma religião, é uma vida, a vida de Cristo. - Fonte: newlifechurch@bol.com.br

 

Disse o Pastor Marcelo D’Emilio de Buenos Aires: “A única maneira de se mostrar a realidade de um Deus que vive é por uma Igreja que opera na dimensão do sobrenatural, de um Deus que pelos séculos dos séculos está assentado no trono, sempre reinando”. - Fonte: newlifechurch@bol.com.br

 

De que tamanho é o cosmos? Galáxias atrás de galáxias estendem-se pelo espaço, que é muito maior do que podemos imaginar. Dois astrônomos de Harvard descobriram um "grande muro" de galáxias, que pensam estar a 500 milhões de anos luz de comprimento, 200 bilhões de anos luz de largura e 15 milhões de anos luz de altura. (Um ano luz é cerca de 9.4 trilhões de quilômetros.) Estes números são impossíveis de imaginar. Aqui está algo ainda mais espantoso. Deus criou todas estas galáxias e tudo sustenta nas Suas poderosas mãos. Contudo, este mesmo Deus poderoso, o Único Deus, usa essas Suas mãos para tocar amorosamente a vida de homens e mulheres sofredores. - Fonte: www.gospelcom.net

 

Casemiro de Abreu, o famoso poeta, deixou-nos estes formosos versos, com o título "Deus": "Eu me lembro! eu me lembro! Era pequeno,/ e brincava na praia; o mar bramia,/ e erguendo o dorso altivo sacudia/ a branca espuma para o céu sereno./ Eu disse a minha mãe nesse momento:/ Que dura orquestra! Que furor insano!/ Que pode haver maior do que o oceano/, ou que seja mais forte que o vento?/ Minha mãe a sorri olhou pros céus/ E respondeu: - um Ser que nós não vemos/, É maior do que o mar, que nós tememos/ Mais forte que o tufão! Meu filho, é Deus!..."

 

Antes a igreja dizia: "Olha para nós. Não temos ouro nem prata, mas o que temos te damos: Levanta e anda". Hoje a igreja diz: "Temos ouro e prata, mas não podemos dizer: Levanta e anda".

 

"Acenda o fogo em você, vá até a sociedade, e deixe que eles vejam você se queimar." John Wesley 

 

...foi Martinho Lutero. Ele tinha plena consciência das forças demoníacas que lutavam contra sua pessoa. Lutero escreveu: "quando não consigo orar, sempre canto". O louvor traz o poder do céu sobre você. Deus livrou pessoas de hábitos pecaminosos através do louvor. Cada vez que a tentação voltava, elas louvavam um pouco mais ao Senhor até que a pressão desaparecesse. Outras pessoas foram curadas enquanto louvavam o Senhor. João Wesley conhecia também o segredo: "O louvor abre as porta para maior graça". (Internet). 

 

En su libro Just Like Jesus [Igual que Cristo], Lucado cuenta de una mujer muy rica que vivió hace 100 años. Era extremadamente tacaña con su dinero, por lo que sus vecinos se sorprendieron cuando puso electricidad en la casa. Semanas más tarde, la persona que leía el contador notó que la señora usaba muy poca electricidad, y le preguntó: «¿Está usando su energía eléctrica?» «Claro --contestó ella--. Todas las noches enciendo las luces el tiempo suficiente para prender mis velas; luego apago las luces.» Si hemos puesto nuestra fe en Cristo, nosotros también estamos conectados a una fuente de energía: el Espíritu Santo, el cual obra en nosotros para hacernos más parecidos a Cristo (2 Corintios 3:18). Así que no nos conformemos con «velas espirituales» ni con nuestros viejos hábitos. Necesitamos permitir que el Espíritu Santo transforme nuestras vidas y nos haga como Cristo. ¿Estás usando tu energía

 

A habilidade de Deus não está limitada pela nossa incapacidade.

 

Uma corda é feita de vários fios unidos uns aos outros, e assim se tornam fortes e resistentes.

 

Antes da ressurreição, Pedro fazia promessas, votos e compromissos, mas geralmente deixava de cumpri-los. Certo dia, Jesus lhe disse: "Tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos" (Lc 22.32). Em outras palavras, quando você se converter, adotará uma nova perspectiva, e passará a ver que suas forças virão do Espírito, e não de si mesmo. E na verdade Pedro viveu seu próprio Gestsêmani, a negação, a separação do Mestre e posterior restauração. Tornou-se outro homem. E depois disso, sua vida passou a ser uma demonstração do poder do Espírito Santo, e não das fraquezas de um homem comum. - Mensagem da Cruz

 

Moody indagou: "Quando vão aprender os homens que não podem fazer a obra de Deus sem o poder de Deus?". Quando Moisés compreendeu o propósito do Senhor para o seu povo, exclamou:"Se a tua presença não for conosco, não nos faça sair daqui". A pergunta que cada um de nós deve fazer nessa hora é: "Senhor, que queres que eu faça?" O Senhor precisa ter domínio sobre a nossa vida, para que, cheios de poder, cumpramos a nossa vocação. Na história do povo de Deus, todas as grandes obras foram realizadas porque havia alguém com um propósito nobre, bem definido e dependente do Senhor. Veja Davi enfrentando o gigante. Ele disse: "Agora basta! Você ofendeu o meu Deus, e lançou-se numa batalha ilógica, mas foi vitorioso. Ele tinha um propósito. E estava nas mãos do Senhor. A verdade é que Deus está ansiosamente procurando vidas que se entreguem para a realização da grande tarefa de fazer Jesus Cristo conhecido neste país. - Oliveira de Araújo, em O Jornal Batista.

 

Certo dia, a pedra disse: "Eu sou forte!" Ouvindo isso, o ferro disse: "Eu sou mais forte que você! Quer ver?" Então, os dois duelaram até que a pedra se tornasse pó. O ferro, por sua vez, disse: "Eu sou forte!" Ouvindo isso, o fogo disse: "Eu sou mais forte que você! Quer ver?" Então os dois duelaram até que o ferro se derretesse. O fogo, por sua vez, disse: "Eu sou forte!" Ouvindo isso, a água disse: "Eu sou mais forte que você! Quer ver?" Então, os dois duelaram até que o fogo se apagasse. A água, por sua vez, disse: "Eu sou forte!" Ouvindo isso, a nuvem disse: "Eu sou mais forte que você! Quer ver?" Então, as duas duelaram até que a nuvem fez a água evaporar. A nuvem, por sua vez, disse: "Eu sou forte!" Ouvindo isso, o vento disse: "Eu sou mais forte que você! Quer ver?" Então os dois duelaram até que o vento soprasse a nuvem e ela se desfizesse. O vento, por sua vez, disse: "Eu sou forte!" Ouvindo isso, os montes disseram: "Nós somos mais fortes que você! Quer ver?" Então, os dois duelaram até que o vento ficasse preso dentre o círculo de montes. Os montes, por sua vez, disseram: "Nós somos fortes!" Ouvindo isso, o homem disse: "Eu sou mais forte que vocês! Querem ver?" Então, o homem, dotado de grande inteligência, perfurou os montes, impedindo que eles prendessem o vento. Acabando com o poder dos montes, o homem disse: "Eu sou a criatura mais forte que existe!" Até que veio a morte, e o homem que achava ser inteligente e forte suficiente, com um golpe apenas, acabou-se. A morte ainda comemorava, quando, sem que ela esperasse, veio um homem e, com apenas 3 dias de faleci do, venceu a morte e todo poder foi lhe dado na terra e no céu. Como se não bastasse ter vencido a morte, Ele nos deu o direito de ter Vida Eterna, através do seu sangue, que nos liberta de qualquer pecado. Esse homem é JESUS, o filho de DEUS.

 

Gideão pertencia à tribo de Manasses. Filho de Joás. Morava na cidade de Ofra. Era lavrador. Seu nome significa “lutador de espadas”. Enquanto debulhava o trigo para o guardar e evitar o assalto do inimigo, um anjo lhe aparece. Saúda-o assim: “O Senhor é contigo, homem valoroso”. Até então, Gideão desconhecia seu potencial, valor e coragem. Aprendera a ser apático. Acomodara-se a uma situação difícil, achando que sua família e tribo nada pudessem fazer para mudar a triste situação do seu povo. Os midianitas e todas as nações do Oriente queriam subjugar Israel. Não devemos aceitar passivamente uma situação calamitosa, julgando ser acaso do destino. – Manancial 4T2000. 17/1/07

 

"Se resistimos às nossas paixões, é mais pela fraqueza delas que pela nossa força". Duque de La Rochefoucauld (François Poitou), escritor, FRA, 1613-1680. 2/2/07

 

Por que as pessoas apertam o controle remoto com mais força, quando a pilha esta fraca? ...elas se irritam, se impacientam, mas a questão não é a força! 8.1.2008

 

Em vão fui buscar os restos mortais de meus pais, vítimas do bombar­deio em Hiroshima. Tudo, no local onde Outrora florescera uma grande cida­de, era agora uma grande devastação. Nada foi deixado que denotasse vida, não havia uma folha verde nas árvores, nem um pássaro voando. Senti-me como se estivesse no reino da morte. Depois de permanecer alguns minutos no local onde meus queridos pais tinham vivido, indaguei de mim mesmo se seria possível aquela cidade levantar a cabeça, algum dia, e seu povo entre­gar-se à obra de reconstrução pessoal e nacional. De repente, encontrei-me, olhar pasmado, fixando uma cena inspiradora. Da raiz de uma bananeira crestada pelo fogo saía um broto verde, magnífico. O fato me fez recordar o poder criador, a força vital que havia lutado contra a ação destruidora da bomba atômica, nos dez dias anteriores, e que aparecia agora, despontando de uma raiz daquela planta ressecada na superfície, mas cheia de vida interior. Aquela força tinha estado operando, ocultamente, sob o solo sapecado pelo fogo, enquanto nós estávamos desolados. Ouvi, então, a voz de Cristo: "Ora, se Deus veste assim a erva do campo... quanto mais a vós outros, homens de pouca fé? (Mt 6.30). Cheguei a Hiroshima desesperado, saí cheio de fé e de esperança. Jiri lshii (Japão). 14.2.2008

 

Os milhões de habitantes da terra poderiam ir à praia, estender suas mãos e enchê-las da água salgada do mar. Todos poderiam pegar quanta água quisessem ou precisassem, e ainda o oceano continuaria o mesmo. Sua força e poder continuariam inalterados. A vida em suas profundezas insondáveis continuaria a mesma, embora o mar tivesse suprido as carências de cada pes­soa que permanecesse com as mãos estendidas em suas praias. Assim acontece com Deus. Ele pode estar em toda parte, respondendo às orações daqueles que o invocam em nome de Jesus, e realizando o poderoso milagre de manter as estrelas em seus lugares no firmamento. 16.2.2008

 

"É forte a sua igreja?", perguntou um crente ao outro. "Sim, muito for­te!" "Quantos membros tem ela?" "Somos setenta e seis." "Só? Então é gen­te de dinheiro?" "Ao contrário, somos muito pobres..." "Como é então que sua igreja é forte?" "Ora, é porque somos todos consagrados ao trabalho do Senhor, vivemos na paz, amamo-nos uns aos outros e procuramos juntos e em harmonia fazer a vontade de Deus, pregando o evangelho e trabalhando pelo bem comum. Qualquer igreja pode ser forte dessa maneira, com qui­nhentos ou com apenas uma dúzia de membros." 19.2.2008

 

Na China e no Japão, o bambu é símbolo de força e flexibilidade. Não importa a força do vento, o bambu poderá se dobrar, mas não quebrará. Nós, que vivemos sob pressão o dia todo, podemos invejar o bambu. Refeições rápidas, cafezinhos e mais cafezinhos, gritaria, bateção de portas, pouco sono... tudo isso são sinais de vida de tensão. 15.3.2008

 

Já viu um desenho ou ilustração sobre Sansão? E os filmes? Veja só: 1,90 m de altura; Biceps grossos como uma coxa de um de nós; 100 quilos de força bruta! Mas espere aí. Tem alguma coisa errada nisso tudo. A Bíblia diz que os filisteus não conseguiam entender de onde provinha a fabulosa força de Sansão. Se ele fosse um homem musculoso, não haveria dúvida quanto a isso. Mas não; ele não era esse tipo grandalhão e musculoso que muitos imaginam. Sabemos que ele era um homem de porte mediano, como qualquer um de nós, pois o segredo de sua força estava no "Espírito do Senhor" (Jz 14.19); não nas dimensões de seus músculos. 27.3.2008

 

Jack Lannom, orador especializado em motivação, diz que a grandeza de nossas vidas depende da fundação onde elas estão construídas. As pessoas podem não ver onde estamos fundamentados, mas observarão os frutos de um alicerce sólido através do qual conduzimos nossas vidas. Ele ilustra seu ponto de vista da seguinte maneira: a maioria das pessoas olha para o edifício Empire State e diz: "Uau! Que prédio incrível!" Porém, um arquiteto, alguém que realmente conhece edifícios, ao olhar para o mesmo prédio, exclama: "Uau! Que fundação!" Nenhum edifício pode alcançar uma grande altura ou resistir ao teste do tempo se não tiver uma fundação bem sólida. Como temos construído a fundação de nossas vidas? Elas estão firmadas em nossa própria força? Em nossa competência? Em nosso dinheiro? Nas pessoas importantes que conhecemos e em quem depositamos toda a nossa confiança? E se a força nos faltar? E se a nossa capacidade não for tão grande quanto necessária? E se perdermos todo o dinheiro? E se as pessoas importantes se afastarem de nós? O que nos sobrará? Precisamos estar alicerçados em uma fundação que nunca falha, que nunca desaparece, que nunca nos abandona. Jesus é esse fundamento. Ele jamais nos frustrará, jamais nos desamparará, jamais deixará de cumprir as Suas promessas. Ele nos ama apesar do que somos, nos protege mesmo quando não merecemos, está conosco mesmo quando Lhe somos indiferentes. Quando o Senhor está em nosso coração, as pessoas certamente comentarão a nosso respeito: "Uau! Pelo brilho de seu rosto eu vejo que você é um filho de Deus!" 9.12.2008

 

Em Waterloo, Napoleão era o mais forte em todos os sentidos. Ele tinha mais homens, mais armas -- as melhores, e sabia como usá-las. Seus oficiais eram todos "homens de renome". O líder francês, pelo que já havia visto no campo de batalha, estava tão certo da conquista que enviou três mensagens a Paris informando de sua vitória. Muitas vezes nos iludimos ao pensar que nosso conhecimento, força e competência são os únicos fatores determinantes para uma grande conquista. Cremos que não dependemos de ninguém, que não precisamos de ninguém e que venceremos todos os obstáculos quando assim o desejarmos. O nosso ar de superioridade, muitas vezes, é o ponto de partida para uma grande derrota. Quando colocamos nossa vida espiritual no altar do nosso Deus, confiamos a Ele todas as nossas batalhas e confessamos que nada podemos fazer sem a Sua intervenção, passamos a ser, então, fortes e mais do que vencedores. A nossa confiança não está baseada em nós mesmos, mas no Rei dos reis e Senhor dos senhores. Não existe fracasso para um filho de Deus, não existe desânimo ou desistência, não existe Waterloo. 16.1.2009

 

Todas as vezes que nos deparamos com problemas em nossa vida, observamos o quanto somos frágeis. As alegrias se vão e só fica a verdade de que somos impotentes para lidar com adversidades que surgem no decorrer de nossa existência. Deus nos deixa lições interessantes em sua criação para nos mostrar o contrário, que o homem foi criado forte e que essa força é sempre adquirida e absorvida dessas situações adversas. Você conhece uma árvore chamada CARVALHO? Pois é, essa árvore é usada pelos botânicos e geólogos como um medidor de catástrofes naturais do ambiente. Quando querem saber o índice de temporais e tempestades ocorridas numa determinada floresta, eles observam logo o carvalho (existindo no local, é claro), que naturalmente é a árvore que mais absorve as conseqüências de temporais. Quanto mais temporais e tempestades o carvalho enfrenta, mais forte ele fica! Suas raízes naturalmente se aprofundam mais na terra e seu caule se torna mais robusto, sendo impossível uma tempestade arrancá-lo do solo ou derrubá-lo! Mas não pense que os cientistas precisam fazer essas análises todas para saber isso! Basta apenas eles olharem para o carvalho. Por absorver as conseqüências das tempestades, a robusta árvore assume uma aparência disforme, como se realmente tivesse feito muita força. Muitas vezes uma aparência triste! Cada tempestade para um carvalho é mais um desafio a ser vencido e não uma ameaça! Numa grande tempestade, muitas árvores são arrancadas, mas o carvalho permanece firme! Assim somos nós. Devemos tirar proveito das situações contrárias à nossa vida e ficar mais fortes! Um pouco marcados. Muitas vezes com aparência abatida, mas fortes!!! Com raízes bem firmes e profundas na terra! Podemos, com isso, compreender o que o nosso PAI maravilhoso quis nos ensinar, quando disse que podemos todas as coisas naquele que nos fortalece. E também a confiança do rei Davi quando cantou: 'Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte eu não temerei mal algum, porque TÚ estás comigo...' Por isso quando olhar pela janela o lindo alvorecer, lembre-se de que não há temor com os infortúnios da dia, porque DEUS está consigo! Ele o protegerá! Se você está passando por lutas muito grandes por estes dias, pense que (como o carvalho)...é só mais uma tempestade que o tornará mais forte, segundo aquele que nos arregimentou! 28.1.2009

 

Nosso neto Ricardo nasceu seis semanas antes do tempo previsto. Bem menor que o normal e sob risco, tornou-se residente na unidade de cuidados intensivos para o neonatal do hospital local por duas semanas até adquirir peso suficiente para ir para casa. Seu maior desafio era o ato de se alimentar, pois neste exercício físico perdia mais calorias do que conseguia adquirir através do alimento que acabara de inserir. Obviamente isto retardou o seu desenvolvimento. Parecia que o pequeno garoto retrocedia dois passos para cada passo de progresso que conseguia dar. Nenhum remédio ou tratamento poderia resolver o problema; ele simplesmente precisava do fortalecimento e das forças provenientes da alimentação. Como seguidores de Cristo, vemos constantemente nossas reservas emocionais e espirituais se exaurirem pelos desafios da vida neste mundo em destruição. Em tais momentos, necessitamos do sustento para o nosso fortalecimento. No Salmo 37, Davi nos encorajou a fortalecer nossos corações, alimentando nossas almas. Ele escreveu: “Confia no Senhor e faze o bem. Habita na terra e alimenta-te na verdade” (Salmo 37:3). Quando somos afligidos pela fraqueza, a certeza da infinita fidelidade de Deus nos capacita a continuar proclamando Seu nome. O Seu cuidado fiel é o alimento que necessitamos, como nos diz o hino “O Deus Fiel”: “E, no porvir, oh! Que doce esperança; Desfrutarei do teu rico favor!” William E. Crowder. 4.3.2009

 

Um homem foi a uma tourada. No final da apresentação resolveu olhar os touros mais de perto, dirigiu-se então para o local onde eles estavam presos. Ao se aproximar de um touro percebeu que ele estava preso por uma corda muito fina e, que facilmente poderia ser rompida pelo touro. Naquele momento, pensou o homem, se o touro arrebentar esta corda com certeza ele irá me atacar, desesperado ele procurou se retirar do lugar. Quando saía rapidamente encontrou um senhor que cuidava dos touros. - O que houve meu jovem? – Perguntou o senhor. - Este touro está preso por uma fina corda e se fugir irá nos matar – Respondeu angustiado. - Calma meu jovem – disse o velho com um sorriso no rosto – Este touro não arrebenta a corda porque ele não sabe a força que tem.4.6.2009