Ilustrações Ilustrações F

Firme

 

Você conhece uma árvore chamada de CARVALHO. Pois é, essa arvore é usada pelos botânicos e geólogos como um medidor de catástrofes naturais do ambiente. Quando querem saber o índice de temporais e tempestades ocorrentes numa determinada floresta eles observam logo o carvalho (existindo no local, é claro) que naturalmente é a árvore que mais absorve as conseqüências de tempestades e temporais. Quanto mais temporais e tempestades o carvalho enfrenta, mais forte ele fica! Suas raízes naturalmente se aprofundam mais na terra e seu caule se torna mais robusto, sendo impossível uma tempestade arrancá-lo do solo ou derrubá-lo! Mas não pense que os cientistas precisam fazer estas análises todas para saber isso! Basta apenas eles olharem para o carvalho. Devido a absorver as conseqüências das tempestades, a robusta árvore assume uma aparência disforme, como se realmente tivesse feito muita força, muitas vezes uma aparência triste!!!!!!! Cada tempestade para um carvalho é mais um desafio a ser vencido e não uma ameaça! Numa grande tempestade muitas árvores são arrancadas mas o carvalho permanece firme!!! Assim somos nós. Devemos tirar proveito das situações contrárias à nossa vida e ficarmos mais fortes! Um pouco marcado, Muitas vezes com a aparência abatida, mas fortes!!!! Com raízes bem firmes e profundas na terra!

 

João Batista não era "um caniço agitado no vento". Ele não permitia que os ataques dos homens o perturbassem, nem que seus aplausos o influenciassem.

 

Li em um livro de Moody a seguinte afirmação do próprio autor: "O estudo da Palavra de Deus dá segurança". (Tamar Pereira Souza, em O Jornal Batista, pg 4b - 22 a 28/04/2002).

 

É como li numa revista semanal: "...tem que entrar nesse terreno com marcha de elefante". (Revista Tudo, pg 17 - 3 de maio de 2002).

 

Não se pode ser que nem biruta de aeroporto, que gira conforme o vento.

 

Alguns botânicos exploravam regiões dos Alpes à procura de novas espécies de flores. Através de binóculos eles encontraram uma flor rara com valor incalculável para a ciência. Porém havia uma dificuldade, ela estava na parte inferior de uma encosta muito inclinada. Para pegá-la alguém precisava descer amarrado em uma corda. Um menino que a tudo observava foi consultado se faria o serviço em troca de um bom pagamento. Ele olhou para o precipício, pensou e disse: "Eu já volto!". Algum tempo depois ele voltou seguido por um senhor com os cabelos já grisalhos. Aproximando-se do cientista ele disse: "Eu descerei para pegar a flor se este homem segurar a corda. Ele é meu pai." Se alguém pode dar-nos segurança e "segurar as cordas" da nossa vida, esse alguém é o nosso Pai Celestial. - Fonte: goodnews@br.inter.net

 

Para dar estabilidade à sua vida, apegue-se à Palavra de Deus!

 

Um piloto da marinha certo dia descrevia o seu complexo helicóptero aos seus pais. Ele falou-lhes de uma porca hexagonal que segurava o eixo principal ao mastro do helicóptero. “Adivinha que nome damos a essa porca?” - perguntou ele à mãe. Ela somente encolheu os ombros. Com um sorriso, o piloto respondeu à sua própria pergunta: “Chama-se a porca de Jesus.” Isso pode soar irreverente, mas aqui vai a explicação. Se essa pequena peça de metal saísse, o helicóptero não poderia manter-se no ar mas cairia no chão. Por isso é compreensível porque os pilotos na Guerra Vietname deram o nome de Jesus a essa porca. O escritor aos Hebreus disse que Jesus, que fez o mundo, sustém “todas as coisas” pela palavra do Seu poder. Por causa d’Ele, nós habitamos um cosmo criado, e não um acidente caótico. Aquele que fez tudo o que existe impede que entre em colapso. Nós também precisamos de Jesus Cristo como nosso Salvador do pecado e como nosso Senhor na nossa vida diária. Ele é Aquele que nos pode levantar acima das forças degradantes do nosso mundo mau. Se sentes que a tua vida se está a desmoronar à tua volta, lembra-te que é Jesus que sustem tudo - mesmo a tua vida. - Fonte: www.gospelcom.net

 

No metro de Nova Iorque, dois jovens assaltaram um homem bem vestido que parecia estar no seu lugar a dormir. De repente a carruagem inteira ganhou vida! A vítima era um isco, e os passageiros que saltaram dos seus bancos eram polícias. Esses polícias estavam “invisíveis” a princípio, mas providenciaram grande segurança aos outros passageiros na carruagem do metro. Temos uma imagem semelhante de proteção em II Reis 6. De uma forma mais dramática do que aquela que aconteceu no metro, o servo de Eliseu viu porque o seu mestre pôde estar tão confiante em face do que parecia ser um desastre inevitável. Lemos que quando “o Senhor abriu os olhos do moço” ele viu algo espantoso (v.17). Deus tinha ajuntado um exército de “cavalos e carros de fogo” em volta de Eliseu, prontos a proteger os Israelitas do exército sírio. - Fonte: www.gospelcom.net

 

Sonreí cuando un amigo me contó su experiencia en un taxi de Nueva York. El conductor parecía decidido a demostrar su habilidad y a ser intrépido en la negociación de la congestión de tránsito de la gran ciudad. Iba zigzagueando por las congestionadas calles, doblando abruptamente, casi golpeando de costado a los autos y frenando con chirridos. Mi amigo estaba seguro de que el viaje terminaría en un cementerio. Se sentía frustrado y tenía miedo porque no tenía el control, y pensaba que su vida no estaba en manos confiables. Mientras pensaba en la experiencia de mi amigo me acordé de nuestra tendencia humana de querer estar a cargo de todo. Nos ponemos nerviosos siempre que nos parece que no podemos controlar nuestras propias vidas. Como seguidores de Cristo sabemos que necesitamos rendirnos a Él como Señor de nuestras vidas. Podemos hacerlo sin temor al acordarnos de que Él nunca será imprudente en la manera en que nos conduce. Tenemos que aprender a relajarnos en Él y creer que puede manejar todo lo que permite que suceda en nuestras vidas. - Fonte: Osvaldo Carnival 

 

"Quando eu acordar, o Senhor estará comigo. E se eu não acordar, eu estarei com Ele". - Anônimo

 

Ninguém está mais seguro do que aquele que está nas mãos de Deus.

 

Não encontramos a segurança na ausência de perigos, mas na presença de Deus.

 

Um certo pai arava a terra, preparando-a para a plantação, quando foi abordado pelo filho, que, curioso, queria saber como era possível fazer uma verga em linha tão reta. Ao filho o pai respondeu: "Eu localizo o alvo e fixo o olhar nele e sem desviar o olhar me é possível fazer esta verga em linha reta". O filho entendeu a explicação e resolveu tentar, e, ao fazê-lo, identificou ao longe um alvo e pôs-se ao trabalho. O pai retorna e vê com espanto a linha tortuosa, marca final do trabalho do filho. Assustado lhe pergunta: "Filho, você escolheu o alvo?" "Sim, papai!". "Qual, meu filho?" "Aquele alvo branco lá". O pai fixou os olhos no alvo distante e viu tratar-se de uma vaca no pasto. A cada movimento da vaca, alterava-se o traçado do filho arador. Nossos alvos precisam ser firmes!

 

O fato do mar estar revolto não significa que Jesus não esteja no barco.

 

Ao concentrar-se em mim mesmo só vejo a minha condição de nudez e miséria. Ao concentrar-se em Deus vejo somente conforto e segurança! - C.H. Mackintosh

 

Há uma história sobre um jovem índio que teve que passar por um ritual antes que pudesse entrar na idade adulta. Ele precisava provar à comunidade que era bravo e podia sobreviver aos perigos do mundo. Para isso, ele teve que ir a floresta e passar uma noite sozinho. Não pôde levar nada consigo a não ser uma faca para proteção. Durante toda a noite ele ouviu ruídos estranhos e esperou pelo pior. Mais tarde, o jovem garoto descobriu que seu pai estava bem perto dele a noite inteira, tomando conta dele.

 

Spurgeon já dizia: "Para ficarmos em pé diante dos homens, precisamos viver ajoelhados diante de Deus, quietos para ouvirmos a sua voz". - Citação de Nilson Babo, em O Jornal Batista, 15.07.1983.

 

Alguém estava contando: No seminário onde leciono, existem muitas árvores enormes, conhecidas como faias. São uma espécie de árvores que às vezes alcançam quarenta metros de altura e dois metros de diâmetro. Essas árvores são um símbolo de força e resistência. Por muitos anos a maior de todas as árvores ficava na entrada do edifício administrativo do seminário. Todos os visitantes do seminário queriam tirar retratos dessa árvore majestosa. A Junta de Escolas Dominicais, em Nashiville, mandou um fotógrafo para tirar um retrato dessa árvore, e o retrato foi publicado na capa da revista de Jovens e Adultos. Essa árvore ficou famosa entre os batistas do sul dos Estados Unidos. Um dia, uma ventania não muito forte soprou no campus. Era tão branda que não deveria ter causado dano nenhum. Mas, para a surpresa de todos, derrubou a faia. Quando a árvore foi examinada, a razão de sua queda se tornou evidente. Parecia sólida do lado de fora, mas por dentro estava toda podre e deteriorada. Apenas um vento brando foi o suficiente para derrubá-la. Assim será com aqueles que não têm integridade em suas vidas. Podem parecer fortes e saudáveis do lado de fora, mas isto tudo é um engano e fingimento. É só uma fachada que esconde o verdadeiro caráter de suas vidas. Por dentro são fracos e doentes, e em tempo de prova sua verdadeira condição se torna aparente. Não são capazes de resistir às mínimas tempestades que mais cedo ou mais tarde os alcançarão.

 

Alguém contou que, na roda gigante instalada no parque de diversão da cidade, numa das cadeiras, lá no alto, um passarinho fizera o seu ninho. A pessoa fez esse comentário: "Bichinho bobo! Pensa que está seguro lá no alto. É só apertar um botão que ele desce". Na semana seguinte, depois de um sábado e domingo em que a roda gigante funcionou, o ninho não estava mais lá. Fora um falso refúgio.

 

Um jovem, ao saber do falecimento do papa João Paulo II (Karol Wojtyla), caiu em prantos, exclamando em altas vozes, em plena via pública: "Ele era o meu guia, o meu pai espiritual, o meu tudo. E agora, com sua morte, como é que eu vou ficar?"

 

Crer que somos imunes nos deixa completamente expostos e desprotegidos. - Ellen Williams

 

Uma menininha ia e vinha todo o dia para a escola. Apesar do mau tempo daquela manhã e de nuvens estarem se formando, ela fez seu caminho diário. Mas os ventos aumentaram e junto os raios e trovões. A mãe começou a ficar preocupada. A filha poderia ficar com medo. Entrou no carro e seguiu em direção à escola, esperando encontrar a filha. Logo ela avistou sua filhinha andando, mas a cada relâmpago, a criança parava, olhava para cima e sorria. Quando a criança entrou no carro, a mãe perguntou: "O que você está fazendo?" A garotinha respondeu: "sorrindo! Deus não para de tirar fotos minhas".

 

Ouvi de uma mãe que conversava com a filha sobre o falecimento de seu esposo, o querido papai da garota. Em dado momento emocionante, com lágrimas, a criança perguntou: "Para onde o papai foi, mamãe?" A mãe respondeu: "Foi estar com Jesus". Poucos dias depois, conversando com uma amiga que a visitava, a mãe disse: "Eu tenho estado muito triste por ter perdido meu marido". A garota ouviu a mãe falando com a amiga e, lembrando-se da conversa de poucos dias atrás, perguntou: "Mamãe, uma coisa está perdida quando nós sabemos onde ela está?" "Não! Claro que não!", respondeu a mãe. "Bem, então como pode o papai estar perdido se sabemos que ele está com Jesus?"

 

Depois da batalha de Bunker Hill, um mensageiro, montado a cavalo, chegou, já sem fôlego, diante do General Washington, em Cambridge, e relatou tudo que estava acontecendo no campo de batalha. O grande general fez-lhe uma pergunta – apenas uma. Ele não perguntou quem estava no comando e nem quantos haviam morrido, e nem mesmo se os britânicos haviam sido finalmente repelidos. Ele simplesmente perguntou: "Os soldados resistiram ao ataque?" O mensageiro respondeu que sim. "Então nós conquistaremos a independência," concluiu Washington.

 

Nós podemos morar "no esconderijo do Altíssimo" e "ficar à sombra do Onipotente" (Salmo. 91:1). 16/1/07

 
Um navio em alto mar foi surpreendido por um vendaval. O pânico foi total. De onde viria socorro para a embarcação prestes a soçobrar? Dormia profundamente a filhinha do comandante, mas, com o alvoroço, foi despertada. A mãe mostrou-lhe a situação, ao que ela imediatamente indagou: “Papai está no comando?” Diante da resposta positiva, ela voltou a dormir tranqüilamente. Isto é prova de confiança! – Manancial 1T2000. 17/1/07
 
Um certo homem famoso deparou-se com um terrível dilema. Quando entrou em sua casa carregando um presente para sua esposa, sua filhinha paralítica cumprimentou-o. - Onde está a mamãe ? - ele perguntou após beijá-la. - A mamãe está lá em cima - a menina respondeu. - Bem - disse o pai, tenho um presente para ela. - Oh! - exclamou a pequena. Deixe-me carregar o pacote para a mamãe? - Por que, Ana, querida ? - replicou o pai. Como você pode carregar o pacote para a mamãe, se você não consegue andar? Com um sorriso, a menina continuou: - Isso é verdade, papai. Mas você pode me dar o presente e me carregar! Carregando em seus abraços, o homem levou para cima a pequena Ana e o presente. Então, ele viu a sua própria posição perante Deus: ultimamente vinha levando um pesado fardo, porém, Deus não o estava carregando? Em situações de nossa vida sempre sentimos o peso dos fardos. Algumas vezes nos esquecemos de que, mesmo carregando nosso fardos, estamos sendo carregados. 23.1.2008
 
Três pastores resolveram aproveitar sua segunda de folga para uma pescaria em um lago. Já no barco, começaram a remar para o meio do lago. Foi então que um dos pastores se deu conta de que havia esquecido o seu caniço na margem. Calmamente desceu do barco e caminhou em direção à margem. Na seqüência, outro pastor reparou que havia esquecido as minhocas. Ele também desceu do barco e caminhou em direção à margem. O terceiro pastor permaneceu no barco, estupefato. Quando os dois pastores voltaram, ele disse: "Se vocês foram capaz de caminhar sobre a água, eu também posso!" E foi... pisar fora do barco para começar a afundar. Os dois pastores se olharam e um deles disse: "Você não acha que deveríamos ter mostrado para ele onde é que a pedras estão?" 29.1.2008
 
Um pescador pescou um salmão. Exclamou: “Que peixe maravilhoso! Vou levá-lo ao Barão! Ele adora salmão". O pobre peixe consolou-se, “Ainda posso ter alguma esperança". O guarda perguntou: “O que tem aí?“ “Um salmão”, respondeu. “Ótimo“, disse o guarda. “O Barão adora salmão“. O pescador entrou no palácio, o peixe, ainda estava otimista. Afinal, o Barão adora salmão. Foi levado à cozinha, e os cozinheiros comentaram o quanto o Barão gostava de salmão. O Barão entrou, ordenou: “Abram o salmão.“ O peixe gritou em desespero: “Por que você mente? Se realmente me adora, cuide de mim, deixe-me viver. Você só gosta de si mesmo!" O Senhor Deus te pescou, porque te ama. Ele não vai permitir jamais que te matem. Ele vai cuidar de você. Ele só te tirou das aguas sujas, para que você  viva sob a proteção dEle. 01-02-2008
 
Uma noite eu tive um sonho... Sonhei que estava andando na praia com o Senhor e, através do céu, passavam cenas da minha vida. Para cada cena que passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia: um era meu e o Outro era do Senhor. Quando a última cena da minha vida passou diante de nós, olhei pa­ra trás, para as pegadas na areia e notei que muitas vezes, no cami­nho da minha vida, havia apenas um par de pegadas na areia. Notei, também, que isso aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiosos do meu viver. Isso aborreceu-me deveras e perguntei, então, ao Senhor: - Senhor, Tu me disseste que, uma vez que eu resolvi Te seguir, Tu andarias sempre comigo, todo o caminho; mas notei que, durante as maiores tribulações do meu viver, havia na areia dos caminhos da vida apenas um par de pegadas. Não compreendo por que nas horas em que eu mais necessitava de Ti me deixaste. O Senhor me respondeu: - Meu precioso filho, eu te amo e jamais te deixarei nas horas da tua prova e do teu sofrimento. Quando viste na areia apenas um par de pegadas, foi exatamente aí que Eu te carreguei nos braços. 8.2.2008
 

Todos os passageiros de um navio foram chamados ao salão, porque ha­via uma forte tempestade no mar. Ficaram todos alarmados com a impetuosi­dade das ondas que batiam contra o barco e se espraiavam no convés. Final­mente, um dos passageiros subiu ao tombadilho e foi até a cabine do piloto, que se achava confiante no leme, cumprindo seu dever. O piloto notou o ter­ror estampado na face daquele homem e sorriu para ele, em sinal de confian­ça. O passageiro voltou ao salão para confortar os outros, dizendo: "Eu vi o rosto do piloto, ele estava sorrindo. Tudo vai bem". Não há nada mais eficaz nem mais simples do que um testemunho fiel, que diga o que temos visto e ouvido, mostrando em nossas vidas aquilo que o Senhor tem feito por nós. O poder do Espírito Santo faz-nos testemunhas de Cristo, capazes de confessá-lo com ousadia, de tal modo que nossa confissão o honre e traga bênçãos para outros e para nós mesmos. Temos a gloriosa promessa de que aqueles que o confessarem perante os homens, Ele também os confessará diante do Pai, no dia do juízo. Dorothy M. Wise (Rodésia do Sul). 14.2.2008.

 

O Dr. Wilfred T. Grenfeld, quando estudante de medicina, teve o curso de sua vida mudado pela pregação de Dwight L. Moody. Uma das dramáticas experiências de sua vida, que demonstra sua aceitação incondicional de Cristo, acha-se no livrinho "Boiando numa geleira", que relata o episódio seguinte. Atendendo a um chamado urgente para ir a cerca de sessenta milhas de distância, ele saiu de trenó numa manhã de domingo de Páscoa. O gelo já es­tava se derretendo nas geleiras e ele verificou que, dentro em breve, ele e seus cães estariam sendo levados para o oceano Atlântico. A morte rondava perto. A noite o alcançou e, então, veio-lhe à memória um hino que aprendera na escola dominical, de autoria de Charlotte Elliot, intitulado "Seja Feita a Tua Vontade". Sua alma começou a cantar e logo uma perfeita calma invadiu todo o seu ser. Estava nas mãos de Deus. Na manhã seguinte, foi salvo. Grenfeld estava fazendo o trabalho de Cristo e sentiu, portanto, que po­dia orar com fé: "Seja feita a Tua vontade". William J. Hart (Nova lorque, E.U.A.). 14.2.2008

 

O grande pioneiro batista na Alemanha, Pr. Oncken, sofreu muito pela fé: perseguições duras e até prisões. Ele conta que foi levado uma vez perante o Tribunal de Justiça da cidade de Hamburgo, e o juiz, levantando o dedo, dis­se-lhe: "Está vendo este dedo? Enquanto eu tiver força de movê-lo, o senhor será vencido". O pastor respondeu-lhe: "Vejo, sim, o seu dedo. Mas vejo também um braço que o senhor não pode ver, e enquanto meu Deus estende-me o seu braço forte, o senhor não poderá vencer-me!" 14.2.2008

 

Quando estudante, fui, com dois amigos, visitar um jovem acometido de doença fatal, o qual residia fora da cidade. Como imaginássemos que ele esti­vesse em grande aflição, fomos preparados para confortá-lo. Naturalmente, esperávamos encontrar um pobre e desencorajado rapaz, sofrendo dores, e portanto, digno de lástima. Ficamos, entretanto, surpreendidos ao ver um homem que nos saudou alegremente. Dominou a conversa nos falando a respeito do amor e da miseri­córdia de Deus. Sorriu, orou, e estava feliz. Tinha o poder do alto. Quando chegou a hora de partirmos, não sabíamos como nos despedir. Tínhamos ido lá para confortá-lo, mas ele pregou para nós. Tínhamos ido pa­ra falar-lhe a respeito das promessas de Deus, mas ouvimos a respeito do doador de poder - Cristo! Aquele homem tinha um segredo: sabia como viver. Sabia como morrer. Ele podia dizer como o apóstolo: "Já não sou eu quem vivo mas Cristo vive em mim" (GI 2.20). 18.2.2008

 

Etty Hillesum era uma jovem mulher judia que vivia em Amsterdão em 1942. Durante esse tempo, os Nazis estavam a prender judeus e a embarcá-los para campos de concentração. Enquanto ela aguardava a prisão inevitável, e temia o desconhecido, ela começou a ler a Bíblia - e conheceu Jesus. Ela simplesmente pôs a sua mão na mão de Deus e encontrou uma rara coragem e confiança. Etty escreveu no seu diário: “De todos os lados a nossa destruição cerca-nos e em pouco tempo o anel estará fechado e ninguém poderá vir em nosso auxílio. Mas não sinto que esteja nas garras de alguém. Sinto-me segura nos braços de Deus. E quer esteja sentada na minha querida velha secretária no distrito judeu ou num campo de concentração sob os guardas da SS, estarei segura nos braços de Deus. Desde que comeces a caminhar com Deus, precisas somente continuar a caminhar com Ele, e a vida torna-se um longo passeio.” 28.2.2008

 

Após a destruição de Pompéia, muitas pessoas foram encontradas em posições distintas, sepultadas em ruínas; algumas nos subterrâneos, como se houvessem fugido, para se protegerem. Outras em quartos mais altos. E onde foram encontradas as sentinelas romanas? Na porta da cidade, onde haviam sido colocadas por seus capitães, e com as carabinas nas mãos. Enquanto a terra tremia sob seus pés e a cinza chovia sobre elas até as cobrir, ficaram firmes em seus postos como estátuas; e ali, depois de mil anos foram encontradas. Como servos de Jesus: Fiquemos firmes onde o Capitão Divino nos colocou. 13.3.2008

 

Na China e no Japão, o bambu é símbolo de força e flexibilidade. Não importa a força do vento, o bambu poderá se dobrar, mas não quebrará. Nós, que vivemos sob pressão o dia todo, podemos invejar o bambu. Refeições rápidas, cafezinhos e mais cafezinhos, gritaria, bateção de portas, pouco sono... tudo isso são sinais de vida de tensão. 15.3.2008

 

"Se quisermos permanecer de pé diante dos homens, é preciso que estejamos de joelhos diante de Deus". Manancial 2T91 18.3.2008

 

Quando vejo alguém “costurando” no trânsito, imediatamente entro num estilo  defensivo para dirigir. Não importa se estão bêbados, com sono ou apenas negligentes, eu sei que são perigosos. Deus quer que nós saibamos que o mesmo é verdade a nosso respeito quando nos desviamos e experimentamos toda forma de tentação disponível. Vamos permanecer no caminho certo com nossos olhos fixados firmemente em Jesus! 30.4.2008

 

Numa pausa durante uma viagem de ministério, praticamos mergulho no Mar das Caraíbas. O barco que nos tinha levado para águas profundas tinha voltado à praia, e eu comecei a sentir-me apavorado ao estar rodeado de água. Sentindo que era difícil controlar a respiração, pedi ajuda ao meu genro Todd e a Dave Velzen, um amigo. Eles seguraram os meus braços enquanto eu procurava um bloco de coral suficientemente perto da superfície para poder ficar de pé. A partir do momento em que encontrei um lugar para firmar os pés, embora cercado de águas profundas, fiquei bem. Estás sentindo-te um pouco apavorado com os acontecimentos na tua vida? Talvez possa parecer que estejas rodeado de águas profundas de problemas de relacionamento, ou infortúnios de dinheiro, ou simplesmente incapaz de colocares a tua vida em ordem. Talvez sintas como se te estivesses a afogar num mar de provações e problemas. Posso sugerir duas coisas? Primeiro, encontra um amigo cristão ou talvez dois que possam ficar ao teu lado para te segurar (vê Ecl 4:10), ora por ti, fala contigo, e lembra-te que não estás só. Então descansa os teus pés no único fundamento sólido da vida: Jesus Cristo (1 Cor. 3:11). 18.8.2008

 

A vida é uma estrada que precisa ser trilhada com coragem. Seja qual for a nossa decisão durante esta caminhada, sempre haverá aqueles que a julgarão errada. E à medida que os problemas apareçam e as lutas se tornem árduas, ficaremos tentados a acreditar que nossos críticos estavam certos. Para que as vitórias venham, homens e mulheres precisam de muita paz e, para alcançá-la, necessitarão de muita coragem. Muitos são os nossos sonhos. Passamos a vida buscando realizá-los. Traçamos planos e estratégias e, como atletas em uma maratona, corremos na expectativa de nossas conquistas. Alcança-los é fácil? Quase sempre não. Devemos desistir diante das dificuldades? Claro que não. A Palavra de Deus nos assegura que somos mais do que vencedores e, confiantes nas Suas promessas, como soldados valentes, seguiremos em frente com determinação e perseverança. O mundo nos oferecerá muitos atalhos para que cheguemos mais rapidamente às nossas conquistas. As tentações virão e, mais uma vez, necessitaremos de coragem para resisti-las. Se ao redor todos são desonestos, como santos do Senhor devemos ter a coragem de não enveredar pelo caminho da desonestidade, mesmo que isso nos custe um tempo maior para chegar aos nossos sonhos. Se os amigos nos apontam caminhos injustos que nos facilitem a jornada, tenhamos a coragem de ignorá-los, mesmo que os nossos caminhos de justiça sejam mais longos. Se a arrogância e a prepotência forem primordiais para que vençamos etapas, com coragem diremos "não" e, mesmo demorando um pouco mais, com amor chegaremos lá, com a cabeça erguida e sendo abraçados pelo Senhor que nos dará os parabéns pela firmeza e fidelidade. Assim como o Senhor falou para Josué, fala também para nós: "Sê forte e corajoso." 1.9.2008

 

Ele observou o menino sozinho na sala de espera do aeroporto aguardando seu vôo. Quando o embarque começou, ele foi colocado na frente da fila para entrar e encontrar seu assento antes dos adultos. Quando Ogilvie entrou no avião, viu que o menino estava sentado ao lado de sua poltrona. O menino foi cortês quando Ogilvie puxou conversa com ele e, em seguida, começou a passar tempo colorindo um livro. Ele não demonstrava ansiedade ou preocupação com o vôo enquanto as preparações para a decolagem estava sendo feitas.  Durante o vôo, o avião entrou numa tempestade, muito forte, o que fez que ele balançasse como uma pena ao vento. A turbulência e as sacudidas bruscas assustaram alguns dos passageiros, mas o menino parecia encarar tudo com a maior naturalidade. Uma das passageiras, sentada do outro lado do corredor ficou preocupada com aquilo tudo, e perguntou ao menino:  - Você não está com medo? - Não senhora, não tenho medo, ele respondeu, levantando os olhos rapidamente de seu livro de colorir... Meu pai é o piloto! Existem situações em nossa vida que lembram um avião passando por uma forte tempestade. Por mais que tentemos, não conseguimos nos sentir em terra firme. Temos a sensação de que estamos pendurados no ar sem nada a nos sustentar, a nos segurar, em que nos apoiarmos, e que nos sirva de socorro. No meio da tempestade, podemos nos lembrar de que nosso "PAI É O PILOTO". Apesar das circunstâncias, nossa vida está nas mãos do DEUS que criou o céu e a terra. Ele está no controle, por isso não há o que temer. Se um medo inconsolável tomar hoje conta do seu ser, diga: "MEU PAI É O PILOTO, NÃO TEMEREI MAL ALGUM!" 18.9.2008

 

"Deus prometeu um porto seguro, não uma navegação tranquila." 30.9.2008

 

Pouco antes do avião decolar, a aeromoça lembrou a Muhammad Ali que deveria apertar seu cinto de segurança. "Super-homem não precisa de cinto de segurança", respondeu Ali."Super-homem também não precisa de nenhum avião", disse a aeromoça. Ali apertou seu cinto. Muitas vezes pensamos e agimos como o lutador americano. Pensamos que somos um "super-homem" e não precisamos de nada e de ninguém. Agimos como se fôssemos capazes de fazer de tudo, de ir a qualquer lugar e tomar todas as decisões sem o perigo de um equívoco. Dispensamos conselhos, ignoramos os mais experientes e, o pior, deixamos Deus de lado de tudo que se refere à nossa vida. O nosso cinto de segurança está sempre solto. Julgamos que não precisamos dele. Afinal, estamos mais do que seguros em nossas próprias forças. Nossa auto-suficiência nos garante isso! Como estamos enganados. Não somos nada do que pensamos ser. Precisamos uns dos outros, de companhia, de braços abertos na hora da aflição, de um ombro amigo para nos consolar dos infortúnios, de Deus para nos levantar e animar quando tudo nos parecer perdido. Não somos super-homens, não somos infalíveis, não somos tão poderosos quanto achamos que somos. Precisamos do amor do Senhor, de Sua direção, de Sua graça, de Sua companhia constante. Sem Ele não somos nada e nada podemos fazer. Sem Ele os dias seriam sombrios e não poderíamos ouvir o canto dos pássaros. Sem Ele o sol ficaria sempre escondido e a vegetação não mostraria o seu verdor. Sem Ele não haveria sonhos e nem a felicidade de alcançá-los. Precisamos de um cinto de segurança para nossas vidas. O Senhor é a nossa segurança! 20.10.2008

 

Jack Lannom, orador especializado em motivação, diz que a grandeza de nossas vidas depende da fundação onde elas estão construídas. As pessoas podem não ver onde estamos fundamentados, mas observarão os frutos de um alicerce sólido através do qual conduzimos nossas vidas. Ele ilustra seu ponto de vista da seguinte maneira: a maioria das pessoas olha para o edifício Empire State e diz: "Uau! Que prédio incrível!" Porém, um arquiteto, alguém que realmente conhece edifícios, ao olhar para o mesmo prédio, exclama: "Uau! Que fundação!" Nenhum edifício pode alcançar uma grande altura ou resistir ao teste do tempo se não tiver uma fundação bem sólida. Como temos construído a fundação de nossas vidas? Elas estão firmadas em nossa própria força? Em nossa competência? Em nosso dinheiro? Nas pessoas importantes que conhecemos e em quem depositamos toda a nossa confiança? E se a força nos faltar? E se a nossa capacidade não for tão grande quanto necessária? E se perdermos todo o dinheiro? E se as pessoas importantes se afastarem de nós? O que nos sobrará? Precisamos estar alicerçados em uma fundação que nunca falha, que nunca desaparece, que nunca nos abandona. Jesus é esse fundamento. Ele jamais nos frustrará, jamais nos desamparará, jamais deixará de cumprir as Suas promessas. Ele nos ama apesar do que somos, nos protege mesmo quando não merecemos, está conosco mesmo quando Lhe somos indiferentes. Quando o Senhor está em nosso coração, as pessoas certamente comentarão a nosso respeito: "Uau! Pelo brilho de seu rosto eu vejo que você é um filho de Deus!" 9.12.2008

 

Sendo um fã ávido de beisebol, meu time favorito é o Chicago Cubs. O fato interessante de ser um fã deste time é que a equipe tem uma forma peculiar de nos desapontar. Eles não ganham nenhum campeonato desde 1908. E embora tenha, muitas vezes, grandes promessas no final decepcionam seus fãs fiéis. Um forte torcedor tinha razão quando disse: "Se eles não nos decepcionassem, não seriam nossos Cubs!" Felizmente, Deus não é como os Cubs! Você pode contar com Ele. Ele não vai decepcioná-lo no final. Ele sempre cumpre suas promessas e sua Palavra provê conforto, esperança e conselhos sábios que nunca falham. Ao dedicar o templo o rei Salomão confirmou que Deus não decepcionou seu povo: "Bendito seja o Senhor, que deu descanso a Israel, o seu povo, como havia prometido. Não ficou sem cumprimento nem uma de todas as boas promessas que Ele fez". (1 Reis 8:56). Milhares de anos mais tarde, tais palavras ainda são verdadeiras. E melhor ainda, nós somos herdeiros da maior promessa cumprida em todos os tempos: Jesus! Quanto mais você o conhece, mais convincente Ele se torna. Assim, se você está procurando alguém que não o decepcione, não procure mais. Jesus nunca falha! 18.12.2008

 

Outro dia o quebra-gelo do encontro da célula consistiu em cada um fazer o desenho do pé. Todos colocaram o pé sobre uma folha de papel e riscaram o contorno do pé. Tinha cada prancha nº 48! E depois do desenho pronto, cada um pode falar sobre o que é preciso para dar passos firmes. Várias idéias foram apresentadas: ter fé, ter visão do caminho, ter calçado adequado... mas uma idéia foi interessantíssima: alguém lembrou que para dar um passo firme, é bom manter um pé atrás. Como no taekwondo, ter um pé de apoio! 9.3.2009

 

Um jovem, que trabalhava em uma tinturaria, saiu para entregar um terno a um cliente. Ao chegar ao endereço indicado, verificou tratar-se de uma taberna. Parando diante do local, pediu a um homem, que ali se encontrava, que chamasse o proprietário para buscar a encomenda ali fora. O taberneiro, bastante irritado, telefonou para a tinturaria e reclamou, mostrando toda a sua indignação. Ao retornar para a loja, o jovem rapaz foi ameaçado de demissão caso o fato se repetisse. “Trabalhando ou sem trabalhar”, “respondeu o moço” , “eu não entrarei em tal lugar”. Desde pequeno eu prometi à minha mãe que não entraria em uma taberna e cumprirei a minha palavra. O tempo passou e o jovem se tornou o proprietário daquela tinturaria. Até que ponto temos  sido fiéis às nossas promessas e convicções? Somos facilmente conduzidos pelas situações em que estamos envolvidos ou temos, com firmeza, obedecido aos ensinos do Mestre Jesus Cristo, mantendo nossa postura de verdadeiros cristãos? Quando o nosso coração se enche das coisas de Deus, temos prazer em servir ao Senhor e não há coisa alguma que nos desvie do propósito de andar na Sua presença. O mundo pode ser sedutor, mostrar luzes atraentes, ser convidativo a todo tipo de prazeres carnais, mas a alegria verdadeira e eterna só é alcançada quando entregamos a vida completamente no altar do Salvador. 3.4.2009

 

"Na tempestade", disse um velho marujo, "só há uma coisa que se pode fazer — uma só: pôr o navio em determinada posição, e conservá-lo nela." Crente, é isso que temos que fazer. Às vezes, como Paulo, não vemos nem o sol nem as estrelas, e a tempestade que cai não é pequena. Só há uma coisa a fazer — uma só. A razão não nos pode ajudar; as experiências passadas não nos trazem luz. Até a oração parece não trazer consolo. Só resta um caminho. Temos que pôr a alma em determinada posição, e ali ficar. Temos que estar escorados no Senhor; e venha o que vier — onda ou vento, trovões ou raios, vagalhões ou rochedos perigosos — não importa o quê, nosso lugar é estar atado ao leme, na certeza de que Deus é fiel; de que Ele assumiu um compromisso para conos¬co em Sua aliança; de que Ele nos tem amor eterno em Cristo Jesus. — Richard Fuller 5.5.2009

 

Durante a Primeira Guerra Mundial, conheci um rapaz alemão de mais ou menos dezoito anos de idade. Era marinheiro voluntário do exército americano. Jamais vi um homem sofrer tanta perseguição quanto aquele. Acusaram-no de ser inimigo disfarçado, suspeitavam dele em todo o lugar; fora insultado por oficiais e continuamente, atormentado pelos outros soldados, que zombavam da sua moralidade e integridade religiosa. No entanto, nunca, nenhuma vez sequer, ouvi este rapaz falar mal de alguém ou tramar vingança contra qualquer um. Certo dia, perguntei-lhe como conseguia suportar a zombaria. A resposta foi um brilhante testemunho de sua experiência com Cristo. Ele disse: "Quando eles me molestam, recordo-me que tenho um Amigo, muitíssimo Amigo, incomparável a todos os outros. Sinto a presença deste Amigo ao meu lado, dizendo-me: "Eis que estou convosco todos os dias" (Mt 28.20). Cristo é o Bom Pastor das suas criaturas. Nisto o caráter humano tem garantia — na completa rendição a Jesus Cristo.21.5.2009

 

Um menino ficou sabendo que em sua cidade se encontrava um sábio muito inteligente e que todos corriam até a praça para ouvir um pouco de sua sabedoria. Intrigado, ele decidiu desafiar o sábio e ver até que ponto era ele realmente sábio. O garoto pegou um pequeno pássaro e se dirigiu à praça. Esperto ele conseguiu se aproximar do sábio. - Senhor, gostaria de lhe fazer um desafio. – retrucou o menino. - Pois não meu filho. -  Respondeu o sábio. - Com as mãos para trás o menino perguntou – O pássaro que tenho em minhas mãos está vivo ou morto? Se o sábio respondesse que estava vivo o menino mataria o pássaro estrangulando- Caso o sábio respondesse que estava morto o menino soltaria o pássaro que voaria para liberdade. - Respondeu-lhe o sábio, após pensar silenciosamente por alguns segundos – A vida do pássaro está em suas mãos. Frustrado, por não Ter conseguido seu objetivo,  o menino ficou admirado com a sabedoria do sábio.4.6.2009

 

Estava um garoto calmo e tranqüilo dentro de um avião, colorindo seu livro. Não demonstrava ansiedade ou preocupação enquanto as preparações para a decolagem eram feitas. Durante o vôo, o avião entrou numa forte tempestade, levando a aeronave a balançar-se intensamente. A turbulência e as sacudidas tão bruscas assustavam a todos, mas o menino parecia encarar tudo com naturalidade. Uma das passageiras, preocupada, perguntou: - Você não está com medo, garoto? -Não senhora! Respondeu ele, levantando os olhos e com um sorriso: -Meu pai é o piloto deste avião! Caso a sua vida tenha sido abalada por tempestades causadas pelo estresse, pela insegurança, pelo desprezo de alguém, por perdas, etc., venho lembrá-lo: Apesar das circunstâncias, por piores que pareçam, a nossa vida está nas mãos do Senhor! Deposite Nele a sua confiança!8.6.2009

 

"Haga, o horrível" é uma tira cômica publicada em vários jornais do mundo. Ele é um viquingue devidamente caracterizado. Na cabeça usa um elmo com chifres. É gordo e sempre está partindo para batalhas. Ausente como pai e marido, bebedor de cerveja, com um escudeiro que por vezes parece uma toupeira de tão burro e em outras um gênio pelas tiradas. A esposa é Helga, mostrada como matriarca. Tem uma filha bonita e loira e um filho tímido que gosta de ler poesia, sendo o oposto do pai. Presentemente, leio-a no "Jornal de Brasília". A tira de 7 de agosto foi genial. Apenas dois quadros. No primeiro ele pergunta: "Sabem o que reallmente define quem é o chefe da família?". No segundo, Helga e os dois filhos estão abraçados a ele, enquanto um KA-BOOM em letras garrafais mostra um trovão. E ele diz: "É aquele no qual todos se agarram na hora da tempestaade". Dick Browne, o autor das tiras, foi felicíssimo. O papel de um homem, como chefe de família, é prover segurança para todos. Isaltino   G. Coelho Filho.1.10.2009

 

Certo dia, um filhote de macaco encontro uma jaguatiricazinha. Não contaminados pelas hostilidades dos adultos, conversaram sobre sua condição de filhotes. Dizia o macaquinho: "É estressante ser filho". Respondeu a jaguatirica: "Não entendo você, pois ser filho é algo lindo!" O macaco pensou um pouco e retrucou: "Você acha lindo, porque sua mãe não vive pulando de galho em galho!" "Pula, sim!", revidou o gatinho. Depois de um silêncio, o macaquinho retomou: "Se sua mãe também pula de galho em galho e você acha isso lindo, é porque vocês, felinos, nascem cegos e não enxergam bem!" Meio encabulada, a jaguatirica não se deu por vencida: "É bem verdade que não enxergo bem, mas, em compensação, a minha mãe vê no escuro!" Por que ambos divergem tanto quanto ao ser filho? O gatinho é carregado por sua mãe. Fica despreocupado, pois confia em quem cuida dele. O macaquinho, porém, agarrado ao peito da mãe, a cada salto fica de costas para o abismo. É atormentado pelo temor de que não consiga segurar-se. Além disso, sua mãe poderia ter queda de cabelos... Em ambos os casos, ele despencaria. Cristão é como filhote de gato: é carregado por quem vê no escuro. Quem depende de suas próprias obras é qual o filhote de macaco.1.10.2009